Advogado de Oscar contradiz diretoria do São Paulo

Portal Terra

PORTAL TERRA - O advogado André Ribeiro, que defende o meia Oscar e o atacante Lucas Piazon, ambos em litígio com o São Paulo, contestou a versão do clube de que Oscar teria recebido bem a inscrição na Copa Libertadores.

No último dia 8 de fevereiro, Juvenal Juvêncio e Ricardo Gomes manifestaram ao atleta a intenção de que ele disputasse a competição. Segundo a diretoria, Oscar ficou muito feliz, mas após conversar com seu empresário, Giuliano Bertolucci, não voltou mais.

"Ele não recebeu como algo positivo porque tomou a decisão de buscar sua liberdade de trabalho. A atitude do São Paulo foi incompatível com a situação", disse Ribeiro.

Sobre Piazon, o advogado jurou não saber se o menino de 16 anos está treinando no Corinthians, mas criticou a CBF por ter aceitado o registro do contrato firmado com o Sâo Paulo.

"Não sei se está lá, mas não haveria problema porque a decisão final do processo apaga comportamento contrário durante ele. Deve ter havido algum equívoco da desembargadora e principalmente da CBF", afirmou.