Vascaíno Dodô, que não marcou em dois jogos, que quebrar o jejum

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Apesar do estilo frio, do tipo que não se deixa levar pela emoção, o coração de Dodô vai bater mais forte, hoje, quando o atacante pisar o gramado do Engenhão, com a camisa 10 do Vasco. Passada a adrenalina de voltar ao futebol, no dia 16, contra o Tigres, após quase dois anos suspenso por doping, o artilheiro dos gols bonitos viverá mais um dia de grandes emoções.

E uma delas poderá ser pra lá de especial: marcar o primeiro gol com a camisa do novo clube, justamente em cima do Botafogo, onde foi ídolo, campeão estadual, em 2006, e artilheiro do Campeonato Estadual em duas temporadas consecutivas, 2006 e 2007.

Aos 35 anos, experiente, Dodô procura não dar tanta importância ao jejum que já dura um ano e cinco meses. A última vez que ele comemorou um gol seu foi no dia 17 de agosto de 2008, na vitória do Fluminense sobre o Atlético-MG por 1 a 0, no Maracanã, pelo Brasileirão, que marcou a estréia do técnico Cuca, no Tricolor.

Mas, admite que se o gol sair contra o Botafogo será muito bem-vindo, seja ele daqueles bonitos ou não.

Estou com saudade de fazer um gol. Preferia que esse primeiro pelo Vasco tivesse acontecido antes (nos jogos contra Tigres ou América), mas se tiver que sair nesse clássico, tudo bem porque sei que a cobrança da torcida será grande reconhece o atacante, que passou em branco nas vitórias de 1 a 0 sobre o Tigres, e 2 a 1 contra o América.

A cobrança, embora em tom descontraído, começou pelo próprio presidente do Vasco. No dia 17, quando Dodô foi apresentado, em São Januário, como a maior contratação de 2010, Roberto Dinamite disparou

Espero que ele faça os belos gols que sempre fez. O Vasco vai cobrá-lo, no bom sentido, por saber de sua capacidade brincou o dirigente.

Dodô acha que não será vaiado pela torcida do Botafogo, de quem diz não ter mágoa, apesar de algumas cobranças em suas duas passagens pelo clube. Ele espera um reencontro amistoso, voltando ao Engenhão vestindo, agora, a camisa do Vasco.

Lógico que será um jogo diferente por se tratar de um clássico de grande rivalidade. Por isso, não sei qual será a reação da torcida do Botafogo. Mas conquistei títulos, fiz muitos gols pelo clube e já passou acredita o atacante, enaltecendo sua nova torcida.

Só penso na torcida do Vasco, que está me dando todo o apoio. Tem sido surpreendente. Espero uma torcida vibrante e compreensiva no clás