Temos "mais bala" para incriminar Briatore, diz Nelsinho

Portal Terra

DA REDAÇÃO - Ameaçado de processo pelo seu ex-empresário e chefe na Renault, Flavio Briatore, o piloto Nelsinho Piquet disse, em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, que não está preocupado. O brasileiro diz ter "mais bala" para incriminar Briatore, que reverteu em janeiro o banimento do automobilismo, sofrido por ter ordenado Nelsinho a provocar um acidente no GP de Cingapura de 2008 para beneficiar Fernando Alonso.

"Ele é que sabe (sobre o processo). Nós temos muito mais bala, e de calibre pesado, para incriminá-lo", disse o brasileiro, que ainda comentou sobre a sua passagem pela Renault em 2008 e 2009 como companheiro de uma "espécie de Deus", em suas palavras. "Se o meu companheiro tivesse sido o Kovalainen e não o Alonso de repente minha história na Fórmula 1 fosse outra".