Torben Grael e Marcelo Ferreira conquistam o bronze no Mundial de Star

JB Online

RIO - Os velejadores Torben Grael e Marcelo Ferreira conquistaram a medalha de bronze no Campeonato Mundial da Classe Star 2010, que aconteceu no Rio de Janeiro. A dupla chegou a ficar acima da vigésima colocação na regata desta quinta-feira, mas subiu posições ao longo do percurso e encerrou a prova em terceiro lugar. Com o resultado de hoje, Torben e Marcelo somaram 39 pontos, 19 pontos abaixo do primeiro colocado, os ingleses Iain Percy e Andrew Simpson. Em segundo lugar ficaram os suíços Flavio Marazzi e Enrico De Maria.

Ao contrário dos dias anteriores, a última regata contou com ventos mais rondados, o que facilitou a virada de Torben e Marcelo na raia. Para Grael, foi uma prova de recuperação:

"Largamos razoavelmente bem, mas caímos algumas posições porque optamos pelo lugar da raia que tinha menos vento. Quando o entrou um vento mais pelo mar conseguimos nos recuperar bastante", disse Torben, que logo na primeira montagem de boia ultrapassou pelo menos doze competidores.

Torben e Marcelo disputaram o terceiro lugar no pódio com os brasileiros Lars Grael e Ronald Seifert, que chegaram a liderar parte da prova desta quinta-feira, mas terminaram a regata em quinto lugar. Com o resultado do irmão, Lars ficou com o quarto lugar na classificação geral da regata.

Segundo o proeiro, Marcelo Ferreira, as próprias regatas serviram de treino para a dupla: "Eu e o Torben treinamos muito pouco para este mundial. Nosso objetivo era ficar pelo menos entre os dez primeiros colocados, que já seria satisfatório. Cada largada, cada montagem de boia serviu para a gente ir se adaptando ao longo da competição. E conseguimos o bronze", conta Marcelo.

Torben e Marcelo não confirmam uma campanha efetiva para as Olimpíadas de Londres, mas garantem que estarão na pré-olímpica de Brasília, em fevereiro.

"O que vai acontecer é que daqui para a frente vamos velejar de Star, como já fazemos. Está certo que iremos para a pré-olímpica e vamos tentar também estar no maior número possível de regatas de Star. É só torcer para que os calendários com os demais campeonatos de Oceano que eu participo não coincidem", adianta Torben, eleito o melhor velejador de 2009 pela ISAF (órgão máximo da vela internacional).

A medalha de ouro do Mundial de Star 2010 ficou com os ingleses Iain Percy e Andrew Simpson (20 pontos), e a prata com os suíços Flavio Marazzi e Enrico De Maria, com 29 pontos.

Torben Grael e Marcelo Ferreira velejam juntos na Star desde 1989, mas interromperam a parceria em 2007. A última competição juntos foi o Europeu, na Itália, em setembro daquele ano. De lá para cá, Torben se dedicou às regatas de Oceano, em especial à Volvo Ocean Race - a mais tradicional competição de volta ao mundo. Os velejadores reataram a parceira em 2009, quando disputaram a Taça Royal Thames e o Sulamericano da classe, ambos no Rio de Janeiro. Torben tem cinco medalhas olímpicas, duas delas de ouro: Sidney-2000 e Atenas-2004, que conquistou com Marcelo Ferreira, na classe Star.

O Mundial da Classe Star 2010 contou com 73 duplas de competidores de 19 países, entre eles, 11 campeões mundiais.