El Loco fará sua estreia quinta-feira, no Engenhão

Da Redação, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - O Botafogo começa o Campeonato Estadual com uma empolgação bem latina. O time será regido ao som da cumbia uruguaia que já está deixando a torcida alvinegra louca. Maior contratação do time para a temporada, o atacante Sebastián Abreu usará sua habilidade de fazer gols e o número 13 para trazer mais sorte para o time de General Severiano, que foi vice-campeão nas últimas três edições do Carioca.

O time fez muitas contratações e trouxe mais um hermano para compor a equipe: Herrera trocou o Gremio pelo Botafogo e fará parte do ataque titular. O clube também reforçou a defesa com as chegadas do xerife Antonio Carlos e do zagueiro Fabio Ferreira. Leandro Guerreiro, absoluto no meio, terá a companhia de Diguinho, Somália e Vinícius Colombiano, além de Fahel que permaneceu no elenco. Outros nomes que chegaram para disputar uma vaga na equipe principal são os do lateral Marcelo Cordeiro e o meia Renato Cajá.

No primeiro jogo, contra o Macaé, o Botafogo não contou com sua atração principal. El loco Abreu demorou para se juntar à equipe por estar cuidando da sua documentação no Uruguai. Os botafoguenses terão que aguardá-lo até a próxima quinta-feira, contra o jogo, no Engenhão, contra o Friburguense. Apesar disso, o time terá Herrera puxando o ataque alvinegro e o argentino parece que não fugirá da responsabilidade.

- Sei que Abreu é importante, mas também tenho a minha responsabilidade. Fiz uma boa temporada e vou tentar fazer o melhor, até porque tenho autocrítica e sei o quanto posso render, disse.

Estevam Soares elogia empenho dos jogadores na pré-temporada

O treinador sabe que o time teve pouco tempo para entrar em forma, mas se diz satisfeito com a semana de preparação em Saquarema na sede da CBV.

- Fiz um elogio ao grupo numa reunião que tivemos. O empenho e a união que eles demonstraram foram muito importantes. Sei que o tempo não foi o ideal, mas acho que o time está apto para a estreia.

Estevam Soares ainda teve uma boa surpresa durante a pré-temporada. Ele ficou satisfeito com o desempenho dos jogadores promovidos da base e com a mudança de comportamento de Eduardo, que acabou conquistando a vaga de Diguinho no time.

- Eduardo veio com uma nova performance e outra mentalidade. Houve tanto empenho que ganhou a vaga. A situação dele no ano passado, quando treinou separado, serviu de lição - acredita.