'El Loco' é recebido por Zagallo e com festa da torcida no Botafogo

Rafael Gonzalez, JB Online

RIO DE JANEIRO - Azar e sorte são palavras inexistentes no vocabulário de El Loco Abreu. Se a camisa do uruguaio nos clubes que passa é sempre a de número 13, a explicação não está na superstição, mas na tentativa de provar que o trabalho sempre prevalece.

- Não creio em sorte, mas em esforço. Para mim, entrar em campo com a 13 é uma forma de mostrar que o azar não existe. Posso jogar com a blusa e vencer, sem que o número me atrapalhe explica.

Apresentado oficialmente pelo Botafogo ontem, em General Severiano, o atacante foi recebido por cerca de 200 alvinegros que, aos gritos, provocaram o rival Flamengo: Ei, você aí, avisa pro Adriano que o 'El Loco' vem aí!

Quem entregou a camisa 13 oficial nas mãos do jogador foi o ídolo do clube e do futebol brasileiro Zagallo, que também mantém uma relação íntima com o número 13.

O presidente do Botafogo Maurício Assumpção revelou durante o evento que pretende anunciar até o fim da semana dois zagueiros, um meia e dois atacantes. O zagueiro Antõnio Carlos e o atacante Herrera estão nos planos.

- Estamos mais ousados esse ano e não entraremos no Campeonato Carioca apenas para disputar. Ano passado eu disse que chegaríamos à final e fui chamado de louco. No fim das contas, chegamos à decisão afirma Maurício, otimista.