Romário comemora fim de "briga" com Zico

Paulo Murilo Valporto, Portal Terra

RIO DE JANEIRO - Dois dos maiores ídolos da história do Flamengo, Romário e Zico ficaram 11 anos em c, neste domingo. Na chegada ao estádio, o atual dirigente do América-RJ comemorou o fim do problema com o ex-camisa 10 da Seleção Brasileira.

A briga entre os dois ex-jogadores começou em 1998. Na época, Romário insinuou que Zico, então auxiliar do técnico Zagallo na Seleção Brasileira, havia sido o responsável por cortá-lo da Copa do Mundo.

Na porta de um dos banheiros de seu bar temático, Romário colocou uma caricatura de Zico, que sentiu-se ofendido e processou o então camisa 11 do Flamengo.

A briga chegou ao fim com Zico convidando Romário para participar do "Jogo das Estrelas".

"Não pode existir uma diferença dessa entre dois craques que fizeram história. Fiquei feliz e honrado pelo convite. A gente fica mais velho e vai mudando o pensamento. Mas a atitude dele de ter me convidado foi bastante digna e aceitei na hora. Agora vamos esquecer o que passou. Nós dois juntos podemos fazer muitas coisas interessantes para o futebol", afirmou Romário.

Com as antigas desavenças superadas, Romário tratou de supor como seria uma dupla de ataque com Zico quando ambos estavam no auge da carreira.

"Se tivesse a mesma idade, teríamos jogado muito. Infelizmente, não tivemos essa oportunidade, mas vou ter o prazer de jogar ao lado do Zico nesse 'Jogo das Estrelas'", comemorou Romário.

Zico também exaltou a paz selada com Romário. "Todos têm o direito de errar. Com o passar dos anos, vamos aprendendo a aceitar a personalidade do outro. O importante é que meu coração está livre desta pendência", afirmou o ex-camisa 10 do Flamengo.