Baderneiros são proibidos de ir aos estádios no Paraná

Elaine Felchacka, JB Online

CURITIBA - Torcedores que se envolveram de alguma forma na confusão que cercou o último jogo do Campeonato Brasileiro no Couto Pereira, dia 6 de dezembro, entre Coritiba e Fluminense, estão proibidos de frequentar estádios em 2010.

A punição foi imposta pelo Ministério Público do Paraná e é válida não só para jogos do Coritiba, mas também de Atlético-PR e Paraná Clube.

A lista tem oito pessoas inclusas e as penas variam pelo período de quatro meses e um ano. Uma hora antes das partidas, os torcedores deverão se apresentar ao Comando de Policiamento da Capital da Polícia Militar, onde ficarão até uma hora após o encerramento do jogo.

Receberam a punição apenas torcedores que não cometeram crimes graves como tentativa de homicídio qualificado ou lesão corporal e que não invadiram o gramado.

Outros dois torcedores que também seriam proibidos de ir a estádios devem ser denunciados pelo MP e receber pena maior pelos delitos. Um deles não aceitou a transação penal e o outro não compareceu a audiência. Este ainda terá nova data agendada antes de ser denunciado.

O MP denunciou 14 pessoas que já foram responsabilizadas criminalmente pela confusão. Ao todo, são 33 pessoas denunciadas.