Torneio de surfe disputado na Barra dá chance a atletas promissores

Fúlvio Melo, Jornal do Brasil

RIO - As principais divisões do surfe mundial já conhecem seus vencedores. Mas, enquanto Mick Fanning e Kelly Slater descansam, surge uma nova geração de talentos. Reunidos neste fim de semana no Posto 4 da praia da Barra da Tijuca, os surfistas esbanjaram categoria dropando sobre ondas longe do ideal no Desafio Carioca de Surfe. Em um torneio similar a uma 'peneira' no futebol, tamanha a quantidade atletas promissores, o título ficou com a equipe Canto do Recreio, formado por Felipe Braz, Jimmy do Canto, Daniel Munhoz e Pedro Neves.

As ondas sumiram no final. Mesmo com poucas ondas, é mais fácil do que dar aula com um monte de paparazzi em volta brincou Jimmy do Canto, de 24 anos, professor de surfe - recentemente, foi instrutor da atriz Mariana Ximenes .

O torneio é disputado no sistema tag team (surfistas formam equipes de quatro competidores e todas as notas são válidas na soma final). Na grande final, quatro equipes lutaram pelo título: a anfitriã Barra (quarta colocada); Arpoador, que contava com o surfista e ator Caio Vaz (terceiro lugar); e a vica-campeão Búzios, cujo principal atleta competiu com o coração dividido.

Mariano Arreyes, argentino de Córdoba, se mudou aos 10 anos para a Região dos Lagos. Como pelo menos uma vez no ano regressa a argentina, o sotaque nunca é eliminado por completo.

Eles me chamavam de 'gringo', não gostava. Mas com o tempo passaram a chamar meu nome lembra Arreyes.

Para Felipe Braz, campeão estadual júnior, a vitória do time do Recreio coroa um ano pessoal que marca o início de uma transição do surfe amador para o profissional.

Em 2010, ainda vou disputar algumas provas de amador. Mas também pretendo participar de algumas do WQS brasileiro afirmou Fellipe, citando a categoria de acesso ao WCT (divisão de elite do surfe mundial).

Fã do estilo do bicampeão mundial Mick Fanning, o atleta sabe que precisa melhorar para não fazer apenas figuração nos torneios profissionais.

Meu 'back side' precisa melhorar. Também tenho que treinar os aéreos. Hoje, uma manobra dessa bem feita te faz passar de bateria analisou.

O prêmio ainda é modesto, se comparado aos valores pagos aos surfistas profissionais: um laptop, que ficará na Associação de Surfe do Recreio. Um mero incentivo para quem tem o surfe nas veias e a prancha no coração.