Ross Brawn desmente interesse na contratação de Schumacher

Portal Terra

LONDRES - O piloto Michael Schumacher, cujo retorno à Fórmula 1 tem sido bastante especulado, não deverá voltar à principal categoria do automobilismo na próxima temporada. Quem afirma é o diretor Ross Brawn, que trabalhou com ele na Ferrari e hoje comanda a Mercedes GP (ex-Brawn GP).

A volta de Schumacher às pistas tem sido bastante especulada nas últimas semanas, principalmente depois que seu agente Willi Weber confirmou um encontro entre o piloto, Ross Brawn e o diretor da Daimler, proprietária da Mercedes-Benz, Dieter Zetsche, em Abu Dhabi.

Porém, perguntado pelo jornal alemão Bild se as especulações tinham fundamento, Ross Brawn foi categórico: "Isto não passa de um sonho da imprensa". - Michael poderia voltar temporariamente para a Ferrari, mas ele não quer começar uma nova carreira - completou.

Weber, aliás, contou que o piloto alemão fala frequentemente com Ross Brawn, mas que o heptacampeão 'não disse nada para mim, pessoalmente, sobre o contato com a Mercedes para um contrato de piloto'. Em todo caso, o piloto mais perto de vestir o macacão da escuderia em 2010 é o também alemão Nico Rosberg.

- Não posso revelar nomes ainda, mas meu desejo é contar com dois pilotos experientes - contou Brawn ao Bild.

- Após quatro anos na Fórmula 1, acho que Nico Rosberg pode ser considerado um piloto experiente - completou, deixando claro que o alemão é mesmo o mais cotado para o cargo.

Na imprensa, especula-se até que o acerto poderia ser anunciado ainda nesta segunda-feira, dia escolhido pela Mercedes GP para uma entrevista coletiva. Além de Rosberg, outro piloto alemão que pode aparecer no grid da escuderia de Ross Brawn em 2010 é Nick Heidfeld.