Parreira pede calma com seleção "fora de forma e infeliz"

Portal Terra

DA REDAÇÃO - Em sua primeira entrevista coletiva desde que retornou ao comando da África do Sul, o técnico Carlos Alberto Parreira pediu calma e disse que a seleção do país-sede do próximo Mundial vive momento delicado.

- O time está fora de forma e infeliz. Este é o momento de recuperarmos a confiança - comentou o treinador, diante de um batalhão de jornalistas, a maioria sul-africanos. Parreira, aliás, falou como será importante o apoio da torcida e da imprensa local.

- Vamos abraçar esse time. Se construirmos um sentimento positivo com a seleção, tenho certeza de que a resposta será fantástica - apostou. "- O coração está aí, o time está aí. Eu não teria voltado para o comando se não achasse que os Bafana Bafana têm chances de melhorarem.

Logo depois de desembarcar em solo africano na última quinta-feira, Parreira convocou os jogadores para os amistosos contra Japão, no próximo dia 14, e Jamaica, três dias depois. A novidade é o retorno do ídolo McCarthy, que vinha sendo preterido por Joel Santana. Parreira, aliás, manifestou apoio ao seu antecessor.

- Indiquei o Joel e indicaria de novo se pudesse. Achei que ele levaria a seleção até a Copa, mas infelizmente isso não foi possível - lamentou.

O técnico ainda declarou que a principal pretensão dos donos da casa será avançar às oitavas de final da Copa.

- Acredito que podemos chegar lá. Seria uma façanha. E, depois disso, o céu é o limite. Tudo pode acontecer.