Teixeira banca Morumbi para 2014: é o estádio da Copa

Mariana Canedo, Portal Terra

RIO - As críticas recentes da Fifa ao Morumbi não abalam o presidente da Confederação Brasileira de Futebol, Ricardo Teixeira, que defendeu o estádio do São Paulo nesta quinta-feira, durante o III Seminário das cidades-sede da Copa 2014, no Rio de Janeiro.

"O comitê organizador recebeu o relatório da Fifa sobre o Morumbi e foi enviado para São Paulo. Agora vão ver a possibilidade de cumprir tudo que a Fifa determinou. Para nós, o estádio para a Copa do Mundo é o Morumbi e isso está apresentado", decretou o dirigente.

Além do Morumbi, Teixeira também está tranquilo em relação às outras sedes do Mundial. "Acho que está tudo dentro do prazo. Minas, por exemplo, já começou a avançar com a base do estádio para depois entrar com as grandes obras. Não tenho dúvidas de que todos irão começar dentro do prazo estipulado, que é o início de março", apostou.

Sobre a possibilidade de o Maracanã receber jogos mesmo em obras, o presidente da CBF se esquivou. "Não recebi o relatório do Maracanã em relação a obras. Não sei que tipo de obras vão fazer. Obviamente vai depender do que eles (Fifa) solicitarem. Não é definitivamente proibido, mas é aconselhável que se evite jogos", ressalvou.

Para Ricardo Teixeira, a maior preocupação dos organizadores não é com os estádios. "Foi feito um relatório excelente sobre os aeroportos das cidades-sede e é inegável que o nosso grande problema são os aeroportos. Volta e meia surgem crises por causa dos problemas nos aeroportos", lembrou, destacando a importância do transporte aéreo para o Mundial.

"Aqui no Brasil a questão dos aeroportos é mais importante ainda porque, diferentemente das cidades da Europa onde aconteceram Copas, o transporte entre as cidades será feito na maior parte dos casos de avião", concluiu.