Missão da Fifa inicia auditoria no futebol boliviano

REUTERS

LA PAZ - Uma delegação da Fifa visitou o presidente boliviano, Evo Morales, na segunda-feira, no início de uma missão de cinco dias para realizar um auditoria completa do futebol do país.

O treinador colombiano Francisco Maturana era um dos membros da delegação enviada pela entidade que rege o futebol para ajudar a federação boliviana (FBF) a superar uma crise evidenciada na pobre campanha da seleção local nas eliminatórias sul-americanas para o Mundial de 2010, na qual ficou em penúltimo lugar.

- Já está em nosso país a equipe da Fifa que realizará uma auditoria do futebol nacional e sua avaliação será importante para as mudanças que os dirigentes vêm trabalhando - disse a FBF em comunicado.

Morales recebeu os enviados da Fifa no Palácio do Governo, em uma incomum audiência no feriado, dia de finados, e revelou que no encontro foi inevitável tratar do tema de um possível veto do futebol internacional a cidades em grandes altitudes, como La Paz, que está 3.600 metros acima do nível do mar.

- Disse que serei defensor da Fifa, defensor dos princípios filosóficos da Fifa, que coloca em seus estatutos que o futebol é universal e não discrimina, integra - disse o mandatário boliviano após o encontro, segundo a agência estatal de notícias ABI.

Maturana mostrou-se receptivo aos argumentos bolivianos.

- Estou certo de que será um de nossos aliados para defender não somente o futebol, mas sua universalidade - acrescentou Morales.

O técnico colombiano considerou a posição de Morales "legítima e forte", ainda que tenha advertido a Bolívia que ela deve se concentrar seus esforços em resolver as questões técnicas nas quais está atrasada.