Flu sem Conca, mas com Cuca

Jornal do Brasil

RIO - O Fluminense entra em campo domingo, contra o Goiás, às 16h, no Serra Dourada, com duas certezas. Uma é negativa: Conca não entra em campo o meia está suspenso por ter levado o terceiro cartão amarelo. A outra divide opiniões: Cuca será mantido no cargo de treinador até o fim deste ano. Pelo menos foi o que a diretoria confirmou. A manutenção do técnico para a próxima temporada não foi confirmada.

Os efeitos dentro de campo das certezas tricolores, se depender do discurso dos jogadores, podem ser muito positivos.

Estamos com Cuca até o fim e temos de correr por nós, jogadores, e pelo técnico. Nossa meta é vencer o Goiás afirma o zagueiro Luís Alberto, que não entrou em campo, por suspensão, contra o Universidad do Chile.

O grupo tricolor optou por apoiar a permanência do técnico, ao menos, oficialmente.

O nosso treinador é o Cuca e estamos fechados com ele. Nosso pensamento está no Goiás. Precisamos vencer essa partida explica Maicon.

O jogador, vice-campeão do Mundial Sub-20 pela Seleção Brasileira, ainda falou sobre a ausência de Conca, que, apesar de se tratar de algo negativo, pode ter efeito inverso ao exigir da equipe melhor desempenho.

O Conca vai fazer muita falta, mas quem entrar no lugar dele vai ter que se desdobrar para atuar até melhor do que ele. Não podemos lamentar, temos que ir atrás do resultado conta.

Último colocado do Campeonato Brasileiro, com 26 pontos, o Fluminense está a seis do Santo André, primeiro clube fora da zona de rebaixamento, e para reverter o quadro será preciso uma saga quase que milagrosa nos jogos restantes do torneio.

Para o zagueiro Luís Alberto, a hora é de acreditar. Até porque, ao time, não resta outra opção.

Com certeza é o pior momento da minha carreira. Fico até assustado com essa situação. Mas tenho que continuar com a cabeça erguida, olhando para frente, e pensando que ano que vem vamos disputar a Série A. Milagre acontece. Já vimos de tudo no futebol diz o jogador.

Do lado do Goiás, a partida é vista como possibilidade de voltar a pontuar e não ficar ainda mais distante da briga pela vaga na Libertadores do ano que vem. O time não vence há quatro jogos no campeonato e fez um ponto dos últimos 12 disputados.

Não vamos mais perder pontos para equipes que estão lá embaixo na tabela. Precisamos vencer o Fluminense domingo para retomar o caminho das vitórias afirmou o zagueiro da equipe goiana Henrique.

O treinador Hélio dos Anjos não contará com Léo Lima, que cumpre suspensão.

Votação de impeachment adiada

A oposição do Fluminense questionou a decisão do presidente do Conselho Deliberativo, Carlos Henrique Mariz. Para oficializar seu descontentamento e requerer nova decisão, entrou na Justiça com a solicitação da antecipação da reunião extraordinária que vai votar o impeachment do presidente Roberto Horcades. Mas a medida foi em vão. Na última sexta-feira, a juíza Érica Batista de Castro, da 12ª Vara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, indeferiu o pedido e o encontro segue marcado para 19 de novembro.