Queda do Palmeiras embola o Campeonato Brasileiro

Jornal do Brasil

SÃO PAULO - Nas últimas quatro rodadas, o líder Palmeiras somou três derrotas, para Náutico (3 a 0), Flamengo (2 a 0) e Santo André (2 a 0), e um empate, diante do Avaí (2 a 2). A queda de rendimento da equipe paulista, que parecia próxima do título, embolou a reta final do Campeonato Brasileiro. Pelo menos outros seis times seguem no páreo: Atlético-MG, Internacional, São Paulo, Flamengo, Goiás e Cruzeiro. O Palmeiras estacionou nos 54 pontos há três rodadas, período em que não fez um gol sequer. Mesmo assim, ainda que o Atlético-MG, vice-líder derrote o Vitória, amanhã, em Belo Horizonte, não conseguirá superar os paulistas nesse caso, o time do técnico Muricy Ramalho teria um ponto de vantagem (54 a 53).

O sinal de alerta foi aceso no Parque Antártica. Muricy, tricampeão nacional nos últimos três anos com o São Paulo, prefere tirar a pressão sobre seus jogadores.

O time vinha bem, e todos oscilaram. Mas vamos melhorar nesta reta final para sermos campeões afirmou o treinador. Com o resultado negativo, é claro que os jogadores perdem a confiança. Mas é aí que o treinador tem de entrar e dar isso novamente a eles. Não dependemos de ninguém, mas é importante melhorarmos. Contra o Goiás vai ser diferente e peço o apoio da torcida. A situação não está desesperadora para nós.

Das últimas quatro partidas sem vitória, duas foram contra times da zona de rebaixamento. Em Recife, pela 29ª rodada, o Palmeiras caiu diante do Náutico, 18º colocado. Na quarta-feira, em Santo André, perdeu para a equipe do ABC, que estava em 17º, mas, graças à vitória saiu da degola. Nos últimos quatro jogos, o Palmeiras levou nove gols e deixou de ser a melhor defesa deste Campeonato Brasileiro.

Sabemos que a fase não é boa e estamos cientes disso. Vamos mudar porque todos estão jogando no nosso erro avaliou Muricy. É o momento de frieza, de usarmos a nossa experiência. E as pessoas podem confiar que o time será diferente na semana que vem.

Para o goleiro Marcos, o Palmeiras ainda depende apenas de si para faturar o título. Mas ele mostra ciência de que os adversários encostam, o que deixa a disputa aberta a oito rodadas do fim do torneio.

Nosso time correu, batalhou, fez o que podia. Não vamos perder a liderança, mas só perderemos o título para nós mesmos. E se perdermos para o Goiás, é porque não merecemos mesmo o título.

Sobre a pressão nesta reta final, após os tropeços, Marcos diz ser algo normal num clube grande.

Desde a apresentação no começo do ano, é comum, normal. Por isso você tem sempre que fazer coisas novas, senão os caras acabam sabendo tudo o que você faz.

Para piorar a situação e aumentar as esperanças dos rivais alviverdes Cleiton Xavier, um dos destaques do Palmeiras, ao lado de Diego Souza, sofreu lesão muscular na coxa direita na derrota por 2 a 0 para o Santo André e ficará fora da equipe por cerca de 30 dias. Exame de ressonância magnética realizado na manhã de ontem diagnosticou a lesão. Cleiton Xavier teve de ser substituído na partida de anteontem. O jogador deve desfalcar o Palmeiras contra Goiás, Corinthians, Fluminense, Sport e Grêmio. A previsão de volta é apenas contra o Atlético-MG, pela penúltima rodada do Brasileiro.

O goleiro Marcos admitiu que o excesso de confiança pode estar atrapalhando sua equipe.

Quando o time está ganhando, tem excesso de confiança e isso atrapalha. Mas quem é macaco velho, como eu, sabe. Você tem de pegar no pé dos mais novos para não atrapalhar. E o excesso atrapalhou. Hoje, virou falta de confiança com os tropeços disse o goleiro.

O atacante Nunes, que fez os dois gols do Santo André sobre o time do Parque Antártica, nesta quarta-feira, disse que os jogadores palmeirenses se mostraram tensos, até por sofrerem nova derrota.

Eles estavam nervosos. O Diego Souza discutiu com um jogador (o volante Souza), outro jogador também estava discutindo... Acho que estavam nervosos pelo resultado e também por causa da sequência de derrotas.