Blatter vai tentar reeleição na Fifa em 2011

REUTERS

ZURIQUE - O presidente da Fifa, Joseph Blatter, vai tentar permanecer à frente da entidade que comanda o futebol mundial para além de 2011, porque ainda há uma série de novas iniciativas que ele gostaria de incentivar.

- Ainda não terminei minha missão no futebol, preciso de mais tempo. Espero que em 2011 o Congresso da Fifa continue acreditando em mim, ou então voltarei para minha vila - disse o suíço de 73 anos ao jornal Gazzetta dello Sport desta terça-feira.

Os projetos para melhorar o futebol incluem a presença de mais dois árbitros atrás das linhas de fundo em jogos da Liga Europa e o projeto 6+5 de Blatter, para aumentar o número de jogadores em campo revelados pelos próprios clubes, que tem oposição da Comissão Europeia.

Blatter, presidente da Fifa desde 1998 e cujo atual mandato termina em 2011, disse que não teve alternativa a não ser abrir um inquérito sobre o comportamento do técnico argentino Diego Maradona após a classificação de sua equipe para a Copa do Mundo de 2010, na semana passada.

Sobre a decisão de utilizar cabeças-de-chave no sorteio da repescagem das eliminatórias da Europa, que recebeu muitas críticas, Blatter reconheceu que a situação poderia ter sido tratada de melhor forma. - Isso deveria ter sido anunciado antes. Estamos sempre aprendendo, em 2014 vamos fazer mudanças - disse. - A Copa do Mundo tem as melhores equipes. Se algum país ficar de fora, é porque não mereceu ir - concluiu.