Button quer ficar na Brawn, mas já pede aumento de salário

Portal Terra

SÃO PAULO - Campeão Mundial de Fórmula 1, o inglês Jenson Button já começa a focar a temorada 2010. O piloto afirmou na noite de domingo que quer continuar na equipe Brawn no ano que vem, mas já pede um aumento de salário.

- Quero trabalhar em uma equipe competitiva e que possa brigar por vitórias no ano que vem, como foi nesta temporada. A Brawn pode fazer isso. Temos pessoas muito talentosas trabalhando conosco. Não somos tão grandes como outras equipes, mas agora isso é uma vantagem. Nossos rivais precisarão diminuir os gastos para o ano que vem, enquanto nós já estamos prontos - disse Button ao jornal inglês The Guardian.

O piloto inglês, no entanto, entende que merece um aumento de salário. Jenson quer ganhar, pelo menos, o mesmo valor que recebia da Honda - equipe comprada por Ross Brawn no final de 2008, que deu origem à Brawn GP. No time japonês, Button recebia cerca de oito milhões de libras por ano (aproximadamente R$ 22 milhões), valor que foi cortado quase pela metade na Brawn.

- Ainda não conversei a sério com a equipe sobre nada para o ano que vem. Não é hora de pensar nisso, vamos deixar esses assuntos para depois. Só vou sentar para conversar quando eu já não aguentar mais de tanta ressaca - afirmou.