Sub-20 faz final nesta sexta contra Gana

Jornal do Brasil

RIO - Os anos de 1983,1985,1993 e 2003 entraram para a história do futebol brasileiro e dos então garotos Taffarel, Jorginho, Muller, Dunga e Bebeto, que após atingirem a maior idade repetiriam seu feitos na Seleção adulta. Hoje, às 15h, no Egito, o Brasil de Alan Kardec, Giuliano e Alex Teixeira enfrenta Gana tentando conquistar o quinto título mundial da categoria sub-20. Mas nem só de carreiras consolidadas vivem os times campeões.

Jogadores como Gian, Yan, Catê, Caíco e Gilmar Popoca chegaram a ter relativo sucesso nos clubes em que defendiam. Mas no quesito Seleção principal, jamais foram convocados.

O meia-atacante Gian, por exemplo, foi autor do gol na vitória por 2 a 1 que deu ao Brasil o título mundial de 1993, justamente sobre a adversária de hoje, Gana, sempre questionado por supostamente ter jogadores acima da idade permitida. Após passar pelo futebol Suíço e tentar retomar a carreira no Vasco em 2005, Gian foi parar no Castanhal do Pará. Yan, seu companheiro dos tempos de Vasco, teve uma carreira semelhante, chegando a participar do rebaixamento do Fluminense, em 1998.

Gilmar Popoca não suportou a pressão de substituir Zico. Foi titular mas sofreu com as comparações e não teve o sucesso esperado. Caíco surgiu como promessa no Santos e candidato a vestir a camisa 10 de Pelé. Não se firmou, teve passagem apagada pelo Flamengo, rodou e, ano passado, terminou a carreira sem glórias no Vila Nova de Goiás

Conjunto contra artilheiro

O Brasil do técnico Rogério Lourenço, ex-zagueiro do Flamengo, passou sem problema pela primeira fase, mas precisou da prorrogação e de Maicon, do Fluminense, para garantir vaga na final contra Alemanha. Com alguns jogadores titulares em seus clubes, como o vascaíno Alex Teixeira, - cotado para ser o melhor jogador do mundial e o zagueiro Rafael Tolói, do Goiás, a equipe aposta no conjunto para superar os adversários.

Já Gana deposita confiança no artilheiro do campeonato, Dominic Adiyiah, com oito gols. Em caso de vitória, será o primeiro título dos africanos na competição. Além de 1993, os ganeses foram derrotados por 3 a 0 em 2001, para Argentina de D'Alessandro e Saviola.