Ferrari pede à FIA que reveja situação de Briatore

JB Online

DA REDAÇÃO - O presidente da Ferrari, Luca di Montezemolo, lamentou a punição dada ao ex-diretor esportivo da Renault, Flavio Briatore, banido da Fórmula 1, e pediu que a pena seja revista. As informaçãões são da Agência Ansa.

- Sinto muito por Flavio Briatore - afirmou Montezemolo. Para ele, a decisão da Federação Internacional de Automobilismo (FIA) foi muito rigorosa.

- Briatore foi um dos grandes protagonistas da Fórmula 1 nos últimos 20 anos. Trata-se de um caso sério e delicado, mas espero e desejo que a condenação seja reduzida logo - enfatizou.

Envolvido em um escândalo na categoria, o diretor foi afastado da Renault pouco antes da condenação. Ele foi acusado de ter planejado o acidente de Nelsinho Piquet no Grande Prêmio de Cingapura do ano passado.

A batida do brasileiro forçou o safety car a entrar na pista, o que favoreceu a estratégia de Fernando Alonso, o outro piloto da escuderia, que venceu a prova.

Além de banir Briatore, a FIA decidiu suspender a Renault por dois anos, mas a medida só entrará em vigor se a equipe cometer uma nova irregularidade. Tanto Nelsinho quanto Alonso foram absolvidos.