Fluminense prega respeito ao Flamengo na partida pela Sulamericana

Hilton Mattos, Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - Pausa no Campeonato Brasileiro. Depois do empate fora de casa contra o Vitória o segundo jogo sem derrota na competição o Fluminense se concentra na Copa Sul-Americana. Nesta quarta-feira, o time enfrenta o Flamengo pela fase nacional do torneio. E, ainda que a equipe tricolor ocupe as últimas posições no nacional, o técnico Renato Gaúcho não pensa em poupar todos os titulares. A tendência é que apenas alguns jogadores os que necessitam de apurar o condicionamento físico sejam preservados.

Como de hábito, o treinador só vai revelar a escalação na hora do jogo. No clube, por mais que o time viva situação delicada no Brasileiro, ainda não é hora de abrir mão da competição sul-americana. Mesmo porque outra derrota num Fla-Flu pode desencadear nova crise nas Laranjeiras. Este ano, em três confrontos, foram dois empates (Taça Rio e Brasileiro) e uma vitória rubro-negra (semifinal da Taça Rio), que custou a eliminação do tricolor no Campeonato Carioca.

Sem falar que o título estadual conquistado pelo clube da Gávea deu ao rival a hegemonia que durante anos pertenceu ao Fluminense: o maior detentor de títulos estaduais, hoje 31 a 30. O então técnico Carlos Alberto Parreira começava a perder seu prestígio ali. Por estas e outras que não se pensa em entregar a classificação de mão beijada para o Flamengo. Na Sul-Americana, o sistema é mata-mata. Assim, uma derrota nesta quarta-feira complicaria a vida Fluminense. Na Gávea, Andrade já avisou que não pensa em poupar seus titulares. E mais: quer o time rubro-negro jogando o máximo.

A Sul-Americana é como a Libertadores. Quero o time dentro do espírito da Libertadores frisou Andrade.

O lateral-direito Ruy disputará o primeiro Fla-Flu da carreira. O jogador aguarda a confirmação de Renato, mas se coloca à disposição do treinador. Em meio à rivalidade com o Flamengo, ele acredita que uma vitória no clássico pode motivar os jogadores.

Certamente um resultado desse contra o Flamengo nos fará entrar em campo com outro astral no domingo, contra o Coritiba, pelo Brasileiro disse o lateral.

A gente pode embalar para conseguir uma sequência boa na competição. Vencer será importante fez coro o zagueiro Edcarlos.

Lúcio na mira tricolor

Enquanto Renato não revela a escalação, outros problemas ocupam a cabeça do treinador. Nesta segunda-feira, após o treino dos reservas contra o CFZ, ele e a diretoria se reuniram para tratar do acerto do atacante Adeílson e do zagueiro Gum. Na sexta-feira, o nome do lateral-esquerdo Lúcio, ex-Palmeiras (hoje no Herta Berlim), entrou na pauta. O jogador interessa ao treinador, e seria um bom reforço, já na direita Ruy foi aprovado. Para o setor, Renato tem Dieguinho, machucado, e João Paulo ambos revelados em Xerém e ainda considerados inexperientes.