Evento de Varejão e Leandrinho diverte público e jogadores no domingo

Jornal do Brasil

RIO DE JANEIRO - As cinco mil pessoas que foram ao Maracanãzinho acompanhar o Basketball Show viram um esporte muito parecido com basquete. Sem compromisso com a defesa, os jogadores que protagonizaram o evento beneficente organizado por Leandrinho e Anderson Varejão se preocuparam muito mais com a execução de enterradas, pontes aéreas e chutes de três. O público, é claro, se divertiu bastante. O resultado foi o que menos importou. Entre muitas brincadeiras, sorteios e até acrobacias do grupo Ginasloucos, os Amigos de Leandrinho Barbosa venceram os Amigos de Anderson Varejão por 116 a 110 (61 a 59), com 32 pontos de Varejão e 29 de Shawn Marion, cestinhas do jogo.

Na arquibancada, torcedores usavam uma peruca que imitava a cabeleira de Varejão. Nos Estados Unidos, o Cleveland Cavaliers sempre faz um jogo dedicado ao brasileiro. Os torcedores americanos também costumam usar uma peruca parecida com os cabelos de Anderson. No time dele, Danny Granger, Drew Gooden, Keith Bogans e Duda começaram a partida. Já Leandrinho levou Shawn Marion, Amir Johnson, Coby Karl e Marcelinho Machado. Na primeira edição do evento, parte da arrecadação foi doada à Hope Unlimited do Brasil, indicada por Varejão, e ao Instituto Nacional de Câncer (INCA), indicação do ala do Phoenix Suns.

Foi um jogo especial, gostaria de agradecer a todos que vieram e se divertiram com a gente. Fiquei feliz de ver as famílias juntas, sorrindo, vendo de perto esse show, e foi uma honra poder proporcionar isso aos meus pais e aos pais brasileiros afirmou Varejão, que há cinco anos é o camisa 17 de Cleveland.

Americanos elogiam

Dentro da quadra, a descontração era visível no rosto dos jogadores e treinadores. Eleito melhor técnico da NBA na temporada passada, Mike Brown, do Cleveland Cavaliers, divertia-se muito. Ele gostou tanto que já se colocou à disposição para outros eventos organizados pela dupla Leandrinho e Varejão.

Anderson sempre deu muito para o time, para a organização e para o técnico. Todas as vezes em que ele entra em quadra, põe o coração em jogo, dá sempre o seu máximo. Vim aqui dar o meu apoio a Anderson e a Leandrinho, que representam muito bem o Brasil no exterior comentou Mike Brown. Vim dar minha a contribuição a esse belo evento, gostei muito da experiência e estarei sempre disposto a ajudar.

Os astros da NBA também eram só elogios. Cativados pela beleza do Rio, todos fizeram programas típicos na cidade. Shawn Marion, por exemplo, quis assistir ao jogo Flamengo x Corinthians.

Estou apaixonado pelo Brasil. Ontem fomos ver o Cristo Redentor e foi maravilhoso. A imagem mais bonita que já vi disse Drew Gooden, do Dallas Mavericks, que atuou por quatro anos ao lado de Varejão.

Nem todos compareceram à festa. O armador Luis Felipe, do Minas, e o ala Alex Garcia, da seleção brasileira, estavam confirmados para a partida, mas não apareceram no Maracanãzinho. O ala-pivô Guilherme Teichmann chegou atrasado e participou apenas do segundo tempo da festa.