Aplaudido pela torcida, Aloísio ainda fica no banco do Vasco na terça

Jornal do Brasil

DA REDAÇÃO - Aplaudido pela torcida na vitória por 3 a 0 sobre o Campinense, em São Januário, no sábado, mesmo sem fazer seu primeiro gol com a camisa do Vasco, o atacante Aloísio está ansioso para retribuir a confiança com que os cruzmaltinos o receberam em sua estreia no clube.

O grupo todo está de parabéns. Não consegui marcar, mas o importante foi conquistar os três pontos destacou Aloísio, que se encantou com a festa feita pelos 18 mil torcedores. Esta torcida é maravilhosa. Quando jogava contra, já sentia orgulho de pisar em São Januário. É um sonho que está se realizando.

O atacante, que passou os três últimos meses apenas treinando em São Januário, deverá começar no banco de reservas pelo menos por mais um jogo. O técnico Dorival Júnior acredita que Aloísio ainda não tem condições de jogar uma partida desde o início:

Ainda é cedo para o Aloísio começar jogando. O Dênis Marques, do Flamengo, teve dificuldades em sua estreia mesmo ficando apenas um mês parado. É natural que ele demore a se encontrar. Possivelmente, o Aloísio vá jogar um pouco mais no próximo jogo e, depois, poderá atuar desde o início. Estamos preparando o terreno para isso. Ele é um jogador experiente e sabe que precisa estar na melhor condição.

Time pode jogar no Maracanã

A presença de cinco mil torcedores nas imediações de São Januário durante a partida contra o Campinense e o tumulto em um dos portões do estádio podem fazer com que o Vasco leve para o Maracanã o jogo contra o Ipatinga, marcado para as 21h do dia 21, pela 19ª rodada da Série B. A possibilidade da mudança de campo é estudada pelo vice de futebol cruzmaltino José Hamilton Mandarino. A medida, a princípio, não agrada Dorival Júnior.

No aspecto técnico, jogar no campo onde se treina é importante. Não abriria mão disso, mas não tenho receio de atuar no Maracanã. A equipe que quer chegar longe deve saber atuar em qualquer lugar.