Cielo faz pressão sobre empresas brasileiras e pede patrocínio

Celso Paiva, Portal Terra

SÃO PAULO - Com a presença dos principais veículos de mídia no Brasil na primeira entrevista coletiva depois do seu retorno do Mundial de Roma, o nadador César Cielo fez questão de fazer um desabafo e pediu maior apoio das empresas brasileiras.

"O Mundial foi muito bacana, a gente fez o que tinha que fazer. Mas hoje não tem desculpa para não ter uma empresa brasileira patrocinando a gente", disse o medalhista de ouro nos 50 m e 100 m livre na Itália.

"A natação está ganhando praticantes novos, mas ainda falta o apoio. Estamos conquistando muito espaço na imprensa, mas não temos apoio e patrocínio para nos sustentar", afirmou Cielo.

O nadador afirmou que não está querendo que a natação tire o espaço do futebol no Brasil. "Não temos a intenção de disputar com o futebol. Mas o Brasil, além de ser o País do futebol, pode também ser o País da natação", disse Cielo, em entrevista no Clube Pinheiros.

"Espero que daqui há dois anos tenha uma super equipe aqui nesta mesa. Espero que surjam vários nomes e que oito a 10 nadadores estejam falando aqui com vocês (da imprensa) em 2012".