Hospital diz que Massa não está entre a vida e a morte

Agência AFP

BUDAPESTE - Felipe Massa não está entre a vida e a morte após a cirurgia no crânio a que foi submetido sábado, depois do grave acidente sofrido no circuito de Hungaroring, durante o classificatório para o Grande Prêmio da Hungria de Fórmula 1. Seu quadro médico é "estável", informou neste domingo o hospital de Budapeste onde o brasileiro foi internado.

Indagado por um jornalista sobre se Massa estava "entre a vida e a morte", Andrea Nagy, porta-voz do ministério da Defesa, encarregado da administração do hospital militar para onde foi levado o piloto, respondeu: "Não diria isso".

- Ele está num estado muito grave, após um ferimento muito grave. Mas seu estado é estável. As 48 primeiras horas são a fase mais crítica depois de um ferimento como este - destacou Nagy.

- Fizemos pela manhã uma tomografia computadorizada para avaliar o ferimento no crânio. O resultado é animador - declarou, por sua vez, o médico-chefe do hospital, Peter Bazso.

- Os resultados são os esperados depois de tal ferimento - prosseguiu.

- Acordamos ele por alguns minutos para ver em que condição se encontrava e saber se podia falar com os membros de sua família. Agora, está novamente sedado, e ficará sedado pelas próximas 48 horas. É o procedimento mais seguro após tal operação - explicou Bazso.

- Acordaremos ele de vez em quando, mas nenhuma intervenção está prevista por enquanto - afirmou o médico, insistindo em que Massa está "numa fase grave". - Não sabemos o que vem depois - concluiu.

Estas últimas declarações podem parecer preocupantes, mas são geralmente empregadas pelos médicos depois de uma cirurgia no crânio. Como explicou um neurocirurgião húngaro, que não quis ser identificado, "quando há um sério ferimento no crânio que necessita uma operação, costumamos qualificar o estado do paciente de grave".

Sábado, outra porta-voz do hospital AEK de Budapeste, Judit Bozi, considerou o estado de Massa como "sério mas estável". O brasileiro fora colocado em coma induzido.

A Ferrari havia anunciado sábado que a cirurgia tinha sido um sucesso. "Agora, Felipe vai ficar em observação na UTI", informou a Scuderia.

Com um "corte na testa", uma "lesão na parte esquerda do crânio" e uma "concussão cerebral", Massa estava "consciente" e numa "condição geral estável" quando chegou ao hospital, para onde foi transportado de helicóptero, segundo a Ferrari.