Ronaldo vê falhas no Corinthians e aponta Lula como 'salvador'

Portal Terra

SÃO PAULO - Antes da final da Copa do Brasil entre Corinthians e Internacional, o atacante Ronaldo reclamou do longo período passado pelos jogadores em concentração. Para ele, isso acontece por problemas na estrutura do time paulista. - Era compreensível, porque os jogos eram importantes. Só aconteceu porque não temos um CT adequado, uma concentração. O São Paulo não faz essa viagem, eles dormem lá no centro de treinamento, se alimentam bem e acho isso válido - disse o atacante ao programa Bem Amigos do Sportv.

- Não sou contra a concentração em véspera do jogo. Isso acho perfeito. Só acho que três meses preso é muito. Só em Itu foram 40 dias. Não conheço nada de Itu - comentou.

Para Ronaldo, quem pode ajudar o Corinthians nesse momento é o presidente Luiz Inácio Lula da Silva. - É o cara que mais pode ajudar o Corinthians neste momento de estruturação. Não ajudar financeiramente mas com contato de empreiteiras. Ele está indicando algumas empresas que podem nos ajudar - explicou o jogador.

Ronaldo aproveitou para comparar o treinador do Corinthians Mano Menezes com Luiz Felipe Scolari, comandante da Seleção Brasileira na conquista da Copa do Mundo de 2002 com o atacante. - Acho eles bem parecidos. É a escola gaúcha, né? Eles motivam muito o grupo. Tem até as implicâncias que são bem parecidas. Eles obrigam a treinar de caneleira, meião tem de ser levantado - explicou.

O atacante também apontou uma diferença entre o treinador corintiano e Scolari. - Mano prende mais a gente que o Felipão. Passamos seis meses e quase três meses ficamos presos - brincou Ronaldo.