Argentinos ironizam 'medo' do Cruzeiro com gripe suína

Portal Terra

BUENOS AIRES - O Cruzeiro demonstrou temor em enfrentar o Estudiantes na Argentina, pela partida de ida da final da Libertadores, por conta do surto de gripe suína que atinge o país. A postura do time mineiro, porém, não foi bem aceita pelo jornal Olé, que ironizou a tentativa dos brasileiros em mudar o local da decisão.

- O Cruzeiro pressionou, alarmou com as notícias que chegaram da Argentina, dando conta da expansão do vírus da gripe, e enviou uma carta à Conmebol. A resposta, porém, foi taxativa: 'não existindo proibição para um espetáculo esportivo, se autoriza a disputa em data e locais marcadas (quarta, 21h50)' - diz o Olé.

- Os brasileiros decidiram aceitar a decisão, mas vêm (à Argentina) com temor e muitos cuidados, com seus jogadores preocupados (alguns pediram para mudar o local da partida) e poucos torcedores: se calcula que serão 500, quando em outras condições a previsão seria de 3,5 mil fãs - completa o jornal argentino.

Por conta de toda a polêmica, o Cruzeiro mudou a sua programação para a viagem à Argentina. O clube mineiro deve viajar nesta terça-feira, véspera da partida, mas cogita sair do Brasil no dia do jogo. - Assim chega o Cruzeiro à final: preocupado com a gripe. E com o Estudiantes? - questiona o Olé.