Daniel Alves diz que Brasil é sempre favorito

Agência AFP

JOHANESBURGO, ÁFRICA DO SUL - Daniel Alves, autor do gol salvador que deu a vitória ao Brasil sobre a África do Sul (1-0), na semifinal da Copa das Confederações, disse nesta quinta-feira que a Seleção Brasileira é sempre favorita quando joga o que sabe.

- Foi uma surpresa passar os Estados Unidos (na outra semifinal) quando todo mundo apontava a Espanha como favorita, mas quando o Brasil está em uma competição, acredito que as outras seleções ficam em um segundo plano no favoritismo.

Daniel Alves marcou o gol, em cobrança de falta, aos 88 minutos, apenas seis minutos após entrar no lugar de André Santos.

- Tentei dar o máximo e ajudar o grupo. Para os jogadores nesta Seleção o objetivo principal é ajudar e meu gol ajudou o time. Já joguei como lateral esquerdo, é difícil para mim, mas o importante é ajudar o grupo.

Dunga lançou o lateral-direito do Barcelona no lugar de André Santos, na lateral esquerda.

Daniel Alves recebeu um cartão amarelo por levantar a camisa para mostrar uma tatuagem com o nome dos filhos: Daniel Jr e Vitória.

- Mostrei o nome dos meus filhos, mas fiquei surpreso com o cartão porque na Europa isto não é amarelo. Mas valeu a pena pelo gol marcado.

O lateral revelou que assumiu a responsabilidade de cobrar a falta porque estava mais confiante que seus companheiros.

- Nós treinamos todos os dias, mas eu vinha treinando mais que os outros que estavam em campo. Decidi bater e vi onde colocaria a bola.

- Penso que meus companheiros viram a barreira e se deram conta da dificuldade de cobrar de tão perto (...) Era difícil elevar a bola (...) mas coloquei onde queria (...) Graças a Deus, dei um bom chute e conseguimos a vitória.