Gramados precários prejudicam treinos na África do Sul

Celso Paiva, Portal Terra

JOHANNESBURGO - A situação dos gramados de três dos quatro estádios da Copa das Confederações está causando problemas para a preparação das equipes nos dias anteriores às partidas. Cancelamentos e mudanças de locais de treinos de última hora é uma prática recorrente na competição na África do Sul.

No Ellis Park, local da final do torneio, em Johannesburgo, nenhuma equipe pôde fazer o reconhecimento do gramado. De acordo com o assessor de imprensa da seleção italiana, Diego Antenozio, era previsto o treino de seu equipe no local na tarde de quarta, mas a Fifa pediu a mudança de campo.

Sem poder fazer a movimentação no Ellis Park, a equipe europeia fez o seu último coletivo em uma espécie de Centro de Treinamento que montou no Southdowns College, localizado em Pretória, cidade vizinha a Johannesburgo.

- Nós íamos treinar em Johannesburgo, mas como a Fifa pediu para fazermos a movimentação em outro lugar, ficamos em Pretória - afirmou o assessor.

Pelo mesmo problema passaram as equipes que jogaram no Estádio Free State, em Bloemfontein. A Seleção Brasileira foi uma das vítimas. Devido às chuvas, o gramado ficou impraticável e a equipe teve de mudar sua estratégia antes do duelo contra o Egito, na última segunda-feira.

A condição do campo do Estádio Free State impediu ainda as seleções espanhola e iraquiana de treinarem no local na terça-feira.

- O que posso dizer é que a Espanha é uma seleção obediente. Se pedem para não treinarmos no campo de jogo, arrumamos outro lugar - afirmou o técnico da Espanha, Vicente Del Bosque.

Em Rustenburgo, outra sede do torneio, cancelamentos de treino também foram registrados. O único local que não teve este tipo de problema até o momento foi o Estádio Loftus Versfeld, onde a Seleção venceu os Estados Unidos, por 3 a 0, na última quinta-feira.

A reportagem perguntou ao porta-voz da Fifa, Nicolas Maingot, o motivo destes cancelamentos. Ele confirmou que a medida foi tomada para não prejudicar ainda mais o estado dos gramados para a disputa das partidas.

- Esta ação é tomada para que as equipes possam desempenhar o seu jogo no melhor gramado possível. Por isso preservamos o campo. Essa é uma medida que usualmente tomamos em algumas competições da Fifa - disse Maingot.