Titulares brasileiros não querem descansar contra Itália

Renato Pazikas, Portal Terra

PRETÓRIA - Dunga poupou quatro titulares na vitória por 3 a 0 da Seleção Brasileira sobre os Estados Unidos nesta quinta-feira. E a tendência é que poupe mais alguns no duelo de domingo, contra a Itália, no mesmo estádio Loftus Versfeld.

O técnico já deixou claro que definirá quem vai para o jogo apenas depois dos treinos e testes de sexta e sábado. Mesmo assim, os atletas que estiveram em campo nas primeiras duas partidas da Copa das Confederações na África do Sul não pensam em ficar de fora.

- Não sei qual é o posicionamento da comissão técnica, mas a gente respeita. Se tiver que ficar no banco não tem problema, mas cansado ou não eu quero jogar - afirmou Robinho, autor do segundo gol diante dos americanos.

Felipe Melo, outro que balançou as redes, também já se colocou a disposição de Dunga.

- Estou 100%, tenho dois dias pra descansar e quero jogar todos os jogos - afirma o camisa 5, que em sete partidas, ainda não sabe o que é sentar no banco de reservas da Seleção.

Já Luís Fabiano quer aproveitar o duelo de domingo para se recuperar na briga pela artilharia. Ele passou em branco pela primeira vez no torneio.

- Eu quero ter uma média. Marcar um gol por jogo não é fácil, mas me encontro bem, em condições. Se tiver que jogar, vou sempre jogar.

Contra os Estados Unidos, Dunga deu descanso a Juan, Daniel Alves, Elano e Kléber, que foram substituídos por Miranda, Maicon, Ramires e André Santos, respectivamente. Todos foram bem e podem deixar Dunga com mais dúvidas para escalar sua seleção ideal.

O Brasil, que havia vencido o Egito por 4 a 3 na estréia, soma seis pontos e está quase classificado às semifinais. Como o Egito venceu a Itália, a vaga não pôde ser comemorada com antecedência.