Derrotado, Cannavaro deixa estádio chorando por morte do avô

Portal Terra

JOHANNESBURGO - Além de ver participar da derrota por 1 a 0 para o Egito em Johannesburgo na tarde desta quinta-feira e ver ficar mais complicada a classificação da Itália às semifinais da Copa das Confederações, o capitão Fabio Cannavaro teve outra notícia ruim ao término da partida. Já nos vestiários, o zagueiro foi informado da morte de seu avô e não conteve as lágrimas.

Na saída da delegação européia do Estádio Ellis Park, o atleta do Real Madrid driblou a saída onde se concentravam os jornalistas e cortou o caminho para deixar o local. No entanto, não conseguiu esconder o abatimento, já que caminhava aos prantos ao saber da baixa familiar.

A tristeza de Cannavaro nesta quinta-feira contrasta com o astral demonstrado na véspera, durante a entrevista concedida no Southdowns College, local de treinamento do time italiano. Após a atividade, o melhor jogador do mundo de 2006, segundo a Fifa, emendou várias brincadeiras com os jornalistas e disse que se atrasou por ter atacado de cabeleireiro no elenco, usando uma máquina de barbear para mudar o estilo do meia De Rossi.

No duelo contra o Egito, Cannavaro também se aproximou de uma marca histórica pela seleção nacional. O capitão, herói da conquista da Copa do Mundo de 2006, atingiu nesta quinta-feira 126 jogos pelo time italiano e está a apenas uma partida de igualar o número do ídolo Paolo Maldini.