Cidade vizinha a Pretória ignora a Seleção Brasileira

Portal Terra

PRETÓRIA - As concentrações da Seleção Brasileira costumam ser marcadas por grandes tumultos e aglomerações. Mas na África do Sul, onde a equipe disputa a Copa das Confederações, a história é bem diferente. Em Pretória, capital administrativa do país, a delegação está hospedada na tranquila cidade vizinha de Centurion, que tem avenidas largas, parques, shopping, casas de alto padrão e poucas pessoas nas ruas.

Nem a chegada dos craques brasileiros mudou o cenário. Na terça-feira, quando saíram para treinar, menos de 20 pessoas se encontravam na porta do hotel, a maioria deles curiosos, e não fãs dos jogadores.

Os "vizinhos" do Centurion Lake Hotel, então, nem perceberam a presença da Seleção. - Eles estão aqui? Não sabia de nada. Espero ver o Ronaldinho - afirmou o funcionário público Laurence Netshilavulu, que trabalha em uma obra ao lado da concentração brasileira.

Informado de que Ronaldinho não tinha sido convocado, ele desanimou e desistiu de ir até o hotel. Os sul-africanos têm mostrado pouco conhecimento sobre a equipe de Dunga, e sempre perguntam por Ronaldinho, Ronaldo e Adriano.

Em Bloemfontein, primeira sede brasileira no país, os atletas também tiveram bastante tranquilidade para descansar. Ficaram em um hotel fechado só para a delegação e bem distante do centro da cidade.

No Brasil, é difícil a Seleção encontrar tamanho sossego. Em Recife, por exemplo, na última semana, a equipe ficou em um hotel na praia de Boa Viagem, a principal da cidade. Centenas de pessoas perseguiam os jogadores por todos os lados.