Cruzeiro supera São Paulo e sai na frente por vaga na semi

Portal Terra

BELO HORIZONTE (MG) - Na abertura do duelo brasileiro das quartas de final da Libertadores da América, o Cruzeiro fez a sua parte e deixou o Estádio do Mineirão com uma vitória por 2 a 1 sobre o São Paulo na noite desta quarta-feira, garantindo a vantagem do empate no jogo de volta, que será disputado no Morumbi, para garantir presença na semifinal do principal torneio de clubes do continente.

Beneficiado pelo cancelamento das partidas envolvendo equipes mexicanas nas oitavas de final, devido aos problemas com gripe suína no país, o São Paulo voltou a campo pela competição depois de 35 dias e manteve a série negativa que atravessa. No entanto, mesmo com a nova derrota e chegando a só um resultado positivo nos últimos cinco compromissos, segue com boas chances de avançar rumo ao tetracampeonato de sua história.

Já o time celeste, comandado por Adílson Batista, comprovou a boa fase no Mineirão na temporada de 2009, onde tem se mostrado absoluto. Invicto no estádio nos últimos oito meses, o Cruzeiro venceu seu quinto jogo dos cinco disputados no local, pela Libertadores, e manteve os 100% como mandante, tendo inclusive, sofrido o seu primeiro gol nesta noite.

O duelo no Mineirão começou equilibrado, com o São Paulo se mostrando à vontade para ir ao ataque e ameaçar os donos da casa, mesmo com o artilheiro Borges começando no banco de reservas. No entanto, os cruzeirenses partiram para cima em seguida e deram trabalho para o jovem goleiro Dênis, que teve que se esforçar para segurar os tiros de fora da área dos jogadores celestes.

No entanto, os mandantes deram alegrias ao mais de 50 mil presentes no Mineirão usando a maior força do São Paulo nas últimas temporadas: as bolas altas. No último minuto do tempo regulamentar da primeira etapa, o zagueiro Leonardo Silva subiu mais que os tricolores depois de uma cobrança de escanteio e colocou os mineiros em vantagem.

O gol no fim fez com o São Paulo mudasse a postura no segundo tempo, buscando visitar mais a área do Cruzeiro e também ficando com a bola em seus domínios a maior parte do tempo. Desta forma, Washington precisou de 11 minutos para empatar a partida e colocar fogo no jogo. Na primeira chance, errou no domínio e desperdiçou. Mas em seguida, depois de ver Fábio se esticar para defender cabeçada de Dagoberto, o camisa nove pegou o rebote e estufou as redes.

Porém a igualdade fez o São Paulo recuar novamente e viu o Cruzeiro impor o domínio de volta, que teve o placar empatado por apenas nove minutos. Aos 20min, apenas cinco depois de entrar em campo na vaga de Gérson Magrão, Zé Carlos aproveitou cruzamento de Jonathan e escorou de primeira para recolocar o time mineiro na frente do placar, voltando a incendiar a torcida no Mineirão.

Nos minutos finais, as duas equipes tiveram boas chances de movimentar o placar novamente, mas pararam nas presenças dos goleiros. Enquanto o são-paulino teve trabalho em finalizações de Athirson e Fabrício, Fábio salvou os cruzeirenses em chutes de Eduardo Costa e André Lima, já no final da partida.