Volante Aírton, do Flamengo, será julgado por pisão em Nilmar

Jornal do Brasil

RIO - Longe de viver um momento de tranquilidade apesar da vitória sobre o Santo André, o Flamengo ganhou nesta terça-feira mais um possível problema. O volante Aírton foi denunciado pela procuradoria do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) pelo pisão no atacante Nilmar, do Internacional, no jogo de volta das quartas de final da Copa do Brasil, em que o time acabou eliminado da competição. No lance, ele foi punido apenas com o cartão amarelo pelo árbitro Paulo César de Oliveira, de São Paulo.

Airton, que deixou marcas das travas da chuteira na barriga de Nilmar, poderá pegar de 120 a 540 dias de suspensão. Ele foi denunciado no artigo 253 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (Agressão física contra árbitro ou seus auxiliares ou contra qualquer participante do evento desportivo) com base nas imagens do jogo. O julgamento deverá ocorrer na próxima semana, segundo informações do site Justiça Desportiva.

O pisão do jogador foi interpretado como agressão física e por isso foi denunciado nesse artigo. A denúncia já está no Tribunal avisou o procurador-geral do STJD, Paulo Schmitt.

Dinheiro

A situação fora de campo vive de turbulências, principalmente por se tratar de ano eleitoral no clube. Nesta terça, o Conselho Deliberativo se reuniu para discutir os novos contratos de patrocínio do clube, inclusive o fim do vínculo com a Nike em junho e a substituição pela Olympikus, que vai ser anunciada no dia 1º de julho como a vencedora da concorrência. Também estava em discussão a aprovação do novo modelo de uniforme com a nova fornecedora de material esportivo, além de propostas de patrocínio dos uniformes.