Jogadores do Botafogo divergem quanto ao valor do resultado na estreia

Fúlvio Melo, Jornal do Brasil

RIO - Foi apenas a partida de abertura. Mas se a primeira impressão é a que fica, os torcedores do Botafogo passarão por maus bocados ao longo do campeonato. Após uma péssima primeira etapa, o time chegou ao empate e conseguiu trazer um ponto na bagagem. Não para o contrariado Leandro Guerreiro.

Deixamos de ganhar dois pontos, com certeza. Fizemos um primeiro tempo abaixo do que podemos render. Melhoramos no segundo e tínhamos que ter vencido garantiu o volante alvinegro.

Já para o capitão Juninho, o pontinho conquistado foi importante. Como a partida foi disputada fora de casa e ao fim da primeira etapa o placar era adverso, mais vale um ponto na tabela do que três para o time adversário.

Somamos um ponto. O time lutou e por pouco não conseguimos a vitória ressaltou Juninho.

Quem estava inconformado era Victor Simões. Uma de suas finalizações acertou o travessão e a trave em um só lance. A outra, para alegria do goleador, quebrou jejum de seis jogos sem marcar.

Naquele lance, a bola pegou errado no pé. Depois, o Eduardo foi feliz e acertou um belo cruzamento disse o atacante alvinegro.

O próximo adversário é o Corinthians de Ronaldo. Caso se recupere de uma gripe, a tendência é que o atleta enfrente o Fluminense pela Copa do Brasil, nesta quarta, e fique fora da partida contra o Botafogo. Mas os alvinegros se preparam para a hipótese de o Fenômeno estar em campo no domingo.

É um grande jogador e sem dúvida dá uma motivação especial atuar contra um jogador como ele frisou o zagueiro Juninho.

Apresentações esta semana

Com um elenco carente em algumas posições, o Botafogo prepara para esta semana a apresentação dos dois primeiros reforços para o Brasileiro. Tony, atacante que disputou o Carioca pelo Boavista, é nome certo. A lateral esquerda, setor que rende pesadelos ao técnico Ney Franco, também ganhará reforço.

Vamos apresentar dois reforços vibrou André Silva, vice-presidente de futebol do, que viajou com a delegação para Santo André.

Já o presidente Maurício Assumpção almoçou com deputados no Rio, representantes da bancada de turismo. O objetivo é garantir obras nas vias de acesso ao Engenhão.

Ano que vem, o Maracanã estará fechado e o Engenhão precisa estar apto a todas as torcidas disse o presidente.