Fernando Henrique ansioso para o duelo com Ronaldo

Hilton Mattos, Jornal do Brasil

RIO - À medida que o jogo com o Corinthians se aproxima, os gols de Ronaldo são cada vez mais um pesadelo. Carlos Alberto Parreira não esconde a admiração pelo camisa 9 do Timão. Mas nesta quarta-feira e na próxima ninguém sofrerá mais de ansiedade do que o goleiro Fernando Henrique.

Ronaldo é imprevisível, todos sabemos disso. É um grande jogador e merece nosso cuidado. Mas o Fluminense precisa se preocupar também com os outros jogadores do Corinthians. O Cristian, por exemplo, chuta forte de fora da área - observou o goleiro.

Ainda sem ser uma unanimidade, Maurício vem ganhando espaço. Neste domingo, o apoiador marcou o seu quarto gol pelo Fluminense. O chute que ainda tocou na trave antes de estufar a rede de Bosco saiu de um lance, para muitos, de pura sorte. O jogador se defende.

Dizer que acertei a bola onde queria é mentira, mas quis acertar o gol, pois treino muito finalização comentou o apoiador, que dedicou o gol à mãe, Eliana, fiel incentivadora da carreira.

Para os duelos contra o Corinthians, o Fluminense alterou até a programação da semana. O treino desta segunda, marcado para as 16h, foi antecipado para a parte da manhã. Parreira quer que os jogadores façam um trabalho regenerativo e descansem no restante do dia. Na terça, treino novamente pela manhã, seguida de viagem para São Paulo. A primeira partida pela fase semifinal da Copa do Brasil será quarta-feira à noite, no Pacaembu.

Para os tricolores, o torneio nacional é, por ora, prioridade. Um dos objetivos do clube para 2010 é disputar novamente a Taça Libertadores. Para isso, a Copa do Brasil, a exemplo de 2007, seria o caminho mais curto.

Uniforme novo

Das Laranjeiras, alguns jogadores e o técnico Carlos Alberto Parreira seguirão para a loja da Adidas, fornecedora de material esportivo do clube, num shopping da Zona Oeste, na hora do almoço. Será o lançamento da nova coleção tricolor para treinos e jogos.

Fabinho na mira

O Fluminense pode ganhar em breve o reforço do apoiador Fabinho, atualmente no Corinthians. O jogador trabalhou com Parreira em 2002 quando ambos estavam no clube paulista e foi indicado pelo treinador à diretoria.