Botafogo enfrenta o Santo André com uma escalação mais ofensiva

Jornal do Brasil

RIO - O Botafogo inicia neste domingo o Campeonato Brasileiro em busca de algo que o faça esquecer a terceira derrota consecutiva na final do Campeonato Carioca, novamente para o Flamengo. Às 18h30, no Estádio Bruno José Daniel, o time enfrenta o Santo André, um dos caçulas da Série A, sem Maicosuel e Reinaldo, que também não disputaram a decisão o Estadual.

Sem os dois principais jogadores do time, o técnico Ney Franco precisou remontar o time. Com relação à escalação da derrota para o Flamengo na final do Carioca, ele optou por Lucas Silva na vaga de Léo Silva, aumentando o poder de ataque, já que passa do 3-6-1 para o 3-5-2. Túlio Souza foi mantido, assim como Eduardo.

Fase é tudo na vida. São raros os exemplos de jogadores que conseguem manter dois ou três anos de um bom futebol. As lesões me atrapalharam, mas esperei com calma e com confiança de que um dia daria a volta por cima afirmou Túlio Souza, que marcou um dos gols do Botafogo na reação na final do Carioca.

Com seguidas críticas pela participação decisiva em dois gols do Flamengo nos três jogos finais, o zagueiro Emerson esteve ameaçado de ser barrado, mas será mantido por Ney Franco. O jogador foi substituído no intervalo do último confronto, quando o Botafogo perdia por 2 a 0 e reagiu para empatar em 2 a 2 e levar a disputa para as cobranças de pênaltis.

Reclamação

O presidente Maurício Assumpção deixou a final com ar sóbrio, sem reclamações e longe do estigma de chororô, mas ele não resistiu e já fez sua primeira reclamação no Campeonato Brasileiro, antes mesmo de seu início. Ele não gostou do sorteio do pernambucano Wilson de Souza Mendonça para apitar a estreia. Ele comandou Botafogo x Internacional, em 2 de dezembro de 2008, e marcou um pênalti polêmico, quase no fim da partida, que sacramentou a derrota por 1 a 0 para os gaúchos, no Maracanã.

O bom senso diz que um árbitro desse não poderia ser posto no sorteio para apitar uma partida do Botafogo, principalmente numa estreia no Brasileiro. Ele tem um histórico com o nosso clube comprometedor desabafou Assumpção. Para a CBF, este árbitro deve ter condições de apitar uma partida do Botafogo e até acredito que Sérgio Corrêa (presidente da Comissão de Arbitragem) tenha conversado com ele. Não quero ficar preocupado nem levantar suspeitas, mas o histórico dele em relação ao Botafogo não é bom.

Súmula

SANTO ANDRÉ: Neneca, Cicinho, Marcel, Cesinha e Gustavo Nery; Fernando, Ricardo Conceição, Marcelinho Carioca e Elvis; Escobar e Nunes. Técnico: Sérgio Guedes.

BOTAFOGO: Renan, L. Guerreiro, Juninho e Emerson, Alessandro, Fahel, Eduardo, Túlio Souza e Thiaguinho, Lucas Silva e Victor Simões. Técnico: Ney Franco.

Local: Estádio Bruno José Daniel.

Horário: 18h30.

Arbitragem: Wilson Souza de Mendonça, auxiliado por Luciano Coelho Cruz e Ubirajara Jota, todos de Pernambuco.

Transmissão: Premiere.