Clubes mexicanos deixam Libertadores por discriminação por gripe

REUTERS

DA REDAÇÃO - A Federação Mexicana de Futebol disse na sexta-feira que decidiu retirar os clubes do país da disputa da Copa Libertadores devido à recusa de equipes sul-americanas de jogar no México por temores com a gripe H1N1 (gripe suína).

O Nacional, do Uruguai, e o São Paulo decidiram não jogar em território mexicano as partidas contra San Luis e Chivas Guadalajara, respectivamente. Os jogos, válidos pelas oitavas-de-final da competição, estavam programados para a próxima semana.

"O Nacional e o São Paulo decidiram não vir ao México, por isso comunicamos aos senhores da Conmebol que nos retiramos da competição", disse Justino Compean, presidente da federação, em entrevista coletiva