Defensor e Boca adiam partida pela Copa Libertadores

REUTERS

MONTEVIDÉU, URUGUAI - A Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol) aceitou um pedido do Defensor Sporting para adiar sua partida com o Boca Juniors, da Argentina, pela Copa Libertadores por problemas com o estádio em que ocorreria a disputa, informou uma fonte do clube uruguaio.

O Defensor devia receber o Boca na quinta-feira dia 7 de maio na partida de oitavas de final do torneio continental, mas o Estádio Centenário de Montevidéu - com capacidade para 55 mil pessoas - não estará disponível por causa da realização de um espetáculo musical.

A equipe uruguaia havia proposto disputar a partida em outro estádio, com capacidade para 20 mil espectadores, ou jogar uma semana depois no local originalmente previsto.

O pedido do Defensor de adiar o encontro contou com o apoio do clube argentino, e agora as duas equipes jogarão no dia 14 de maio em Montevidéu.

A dificuldade foi que o (Estádio) Centenário estará ocupado por outro evento na semana que vem. Então, por segurança, as partidas ocorrerão nos dias 14, em Montevidéu, e 21 de maio, na Bombonera disse Eugenio Figueredo, vice-presidente da Conmebol, segundo o jornal de esportes argentino Olé.

O Defensor se classificou nas oitavas de final da Copa Libertadores e em segundo lugar do Grupo 4, enquanto que o Boca conseguiu passar de fase em primeiro lugar do Grupo 2.

A Conmebol adiou na semana passada os jogos de oitavas de final que envolvem os clubes mexicanos Chivas e San Luis - contra São Paulo e Nacional do Uruguai, respectivamente - devido ao surto de gripe H1N1 que causou várias mortes neste país e colocou em alerta o mundo inteiro.