Chivas vai recorrer contra punição de jogador que cuspiu em adversário

Agência AFP

CIDADE DO MÉXICO - O Chivas decidiu recorrer para anular a suspensão da Conmebol contra o jogador Hector Reynoso, que cuspiu em um adversário durante um jogo da Copa Libertadores, num momento de tensão internacional provocada pela gripe suína, anunciou o clube mexicano nesta segunda-feira.

"Cumpriremos a decisão da Confederação Sul-Americana de Futebol (Conmebol), mas vamos recorrer, porque temos que defender nosso jogador", declarou Pedro Saez, diretor esportivo do Chivas, que vai enfrentar o São Paulo nas oitavas-de-final da Libertadores.

Saez reclamou da atitude da Conmebol, que "disse que punirá Reynoso, sem nos explicar em que consistirá essa punição". "Não nos disseram por quantas partidas ele ficará suspenso".

Na quarta-feira passada, durante um jogo da Libertadores, Reynoso cuspiu e assoou o nariz em cima do argentino Sebastian Penco, do Everton chileno, para brincar com seu receio sobre a propagação da gripe suína, que teve origem no México, onde já matou 26 pessoas.

Reynoso, que será multado pelo Chivas, se desculpou publicamente com Penco pelo ocorrido.