Arsenal vai para o tudo ou nada contra o Manchester United

Agência AFP

LONDRES, INGLATERRA - O Arsenal, que perdeu no Old Trafford por 1 a 0 para o Manchester United na semifinal de ida da Liga dos Campeões, vai para o tudo ou nada no confronto de volta desta terça-feira no Emirates Stadium para reverter o resultado e chegar à final do maior torneio europeu de clubes de futebol.

O desafio dos "gunners" é fácil de ser definido, mas muito difícil de ser superado. Para chegar à final sem passar pela decisão nos pênaltis, o time do francês Arsène Wenger precisará vencer por uma diferença de dois gols no tempo regulamentar e em uma eventual prorrogação.

No entanto, a última vitória do Arsenal por 3 a 1 sobre o Manchester United como anfitrião ocorreu em 25 de novembro de 2002. Desde então o time londrino sofreu uma derrota, empatou três vezes e obteve duas vitórias por 2 a 1, que beneficiaram o rival.

A reconhecida solidez fora de seu campo é a chave para o time de Alex Ferguson. Em seus deslocamentos, o Manchester United sofreu apenas um gol em cinco jogos da Liga dos Campeões e dez em 17 da Premier League. Nesta temporada só o Fulham o derrotou por 2 a 0, placar que o Arsenal vai perseguir.

A ausência de Patrice Evra pode perturbar um pouco Ferguson, mas menos que as de William Gallas e Gael Clichy no Arsenal, que poderá perder também Mikael Silvestre.

Para os locais, o provável retorno do holandês Robin Van Persie, recuperado de uma lesão, pode ser decisivo, pois ao lado do togolês Emmanuel Adebayor e do espanhol Cesc Fábregas o time se fortalece no ataque.

Mas, não se pode esquecer que o adversário contará com jogadores do porte do argentino Carlos Tévez, do português Crisitiano Ronaldo, do búlgaro Dimitar Bernatov e de Wayne Rooney.

Quanto ao estado moral, os "Diabos Vermelhos" lamentam não ter marcado mais gols na partida de ida. Wenger aposta no ânimo de seus jogadores, que promoverão alguns duelos pessoais, como o de Fábregas com Michael Carrick e o de Kolo Touré contra Rooney.

No primeiro encontro Carrick conseguiu cortar a comunicação do espanhol com Adebayor, mas neste choque Touré terá de frear Rooney, armador e artilheiro do Manchester, que fez três gols nas duas últimas partidas.

Também se poderá ver um duelo entre Adebayor-Nemanja Vidic. Irregular em algumas ocasiões, o artilheiro togolês tem caído muito na cilada do impedimento. Além disso, Adebayor terá diante de si um sérvio em boa velocidade, que pode ter alguma dificuldade diante de sua velocidade.