Mosley diz que Fórmula 1 pode viver sem a Ferrari

REUTERS

LONDRES - Depois das críticas da Ferrari ao corte de gastos proposto pela Federação Internacional de Automobilismo (FIA), Max Mosley, presidente da entidade, disse que a categoria pode viver sem a escuderia italiana. - O esporte pode viver sem a Ferrari. Seria muito, muito triste perdê-los, já que são como a seleção italiana no automobilismo - afirmou o dirigente.

Sobre a crise econômica, Mosley disse que as influências destes problemas ainda não atingiram a categoria máxima do automobilismo, e procura passar uma imagem de tranquilidade para o futuro. - A crise no crédito ainda não atingiu a F-1 de verdade - garantiu o presidente da FIA. - Perdemos a Honda, mas as grandes mudanças poderão acontecer quando os atuais contratos de publicidade passarem a ser renovados - espera.