Vasco joga mal e fica no 1 a 1 com o Icasa, pela Copa do Brasil

Jornal do Brasil

RIO - Sem cinco titulares, o Vasco não conseguiu vencer na noite desta quinta-feira um adversário que mal teve tempo para se aquecer e ainda foi rebaixado para a segunda divisão do futebol cearense. O empate em 1 a 1 com o Icasa (CE), em São Januário, acabou sendo injusto para o adversário, que merecia sorte melhor. Com o resultado, o Vasco precisa vencer o adversário, em Juazeiro do Norte, no dia 6 de maio, ou empatar com um placar acima de 1 a 1, se quiser avançar na Copa do Brasil.

O jogo começou com um atraso de 20 minutos porque o ônibus da Polícia Militar, que escoltava a delegação cearense, ficou sem combustível no meio do caminho e dificultou a chegada do Icasa ao estádio. Prejudicados com a demora e com um aquecimento que durou apenas cinco minutos, os jogadores do Icasa entraram em campo demonstrando nervosismo. Principalmente o goleiro Ari, que logo aos sete minutos cometeu uma falha incrível. Rodrigo Pimpão chutou cruzado e, no bate e rebate, dentro da área, o camisa 1 tentou tirar mas acabou chutando para dentro das próprias redes.

Futebol burocrático

Quatro minutos depois, por pouco, Ari não entregou outro gol de bandeja, mas Alex Teixeira não soube aproveitar o seu atraso de bola errado. Com os jogadores do meio jogando de forma burocrática, o Vasco pouco criava e só levava perigo nas subidas de Ramon. Aos 32, ele cruzou para Elton cabecear com perigo. Aos 40, por pouco Moré não empatou com um chute de longe. Irritada com o mau futebol, a torcida vaiou os vascaínos no fim do primeiro tempo.

Com Leozinho dando trabalho e o Vasco pouco criando, Dorival trocou Alex Teixeira por Léo Lima para dar mais criatividade ao meio. No início, a mexida acordou os jogadores. Aos 12, Rodrigo Pimpão quase marcou o segundo, mas Ari fez boa defesa. Quatro minutos depois, o árbitro deixou de dar pênalti de Ramon em Gilberto, que foi deslocado dentro da área.

Como o futebol não melhorou, Dorival trocou Elton por Alan Kardec, que na primeira bola deixou Pimpão na cara do gol, mas o atacante desperdiçou. Mas era o Icasa que dava as cartas no jogo. Aos 24, Leozinho driblou Vílson e chutou, mas Tiago evitou o pior. Aos 30 não teve jeito. Leozinho fez grande jogada e cruzou na medida para Marciano empatar. No fim, as vaias disseram tudo no estádio de São Januário.

VASCO 1 x 1 ICASA-CE

VASCO: Tiago; Paulo Sérgio, Titi (Gian), Vílson, Ramon; Amaral, Mateus, Enrico, Alex Teixeira (Léo Lima); Rodrigo Pimpão e Elton (Alan Kardec).

Técnico: Dorival Jr.

ICASA: Ari; Alan, Luis Carlos, Thiago, Marcus Vinícius (Gilberto); Guto, Panda, João Neto, Esquerdinha (Dodô); Moré (Marciano) e Leozinho.

Técnico: Flávio Araújo.

Local: São Januário.

Árbitro: Wagner Reway (MT).

Cartões amarelos: Ramon, Esquerdinha, Marcos Vinícius, João Neto, Mateus, Thiago, Luis Carlos.

Gols: Ari, contra, aos sete minutos do primeiro tempo e Marciano aos 30 do segundo tempo.