Fla fica no 0 a 0 com Fortaleza e pode perder Juan para domingo

Jornal do Brasil

VOLTA REDONDA (RJ) - Foi impossível esquecer a final do Carioca contra o Botafogo. Momentos antes de a bola rolar para o empate em 0 a 0 entre Flamengo e Fortaleza, em Volta Redonda, na noite desta quarta-feira, pelas oitavas-de-final da Copa do Brasil, os rubro-negros souberam que podem perder Juan para a partida decisiva. Nesta noite, dentro de campo, o Flamengo parecia que teria vida fácil. Com maior posse de bola, o time até criou boas chances, mas não conseguiu marcar - em mais uma atuação pífia de seus atacantes.

Denunciado pela procuradoria do TJD por causa da confusão com meia Maicosuel, Juan será julgado dois dias depois da decisão. Porém, a procuradoria pediu a suspensão preventiva do jogador, que ainda será analisada pelo presidente do TJD, Antônio Vanderler, nesta quinta-feira.

Eu não sabia, mas confio na diretoria do Flamengo disse Juan, ainda em campo.

Vaias da torcida

No jogo, só aos 28 minutos o Flamengo assustou, quando Kleberson bateu falta com violência e a bola passou por cima da trave. Aos 38, Willians tabelou com Erick, que deixou Obina de cara para o goleiro cearense. O atacante tentou encobrir o Douglas, mas a defesa do Fortaleza tirou em cima da linha. Na última oportunidade da primeira etapa, aos 41, de cabeça, Leonardo Moura ajeitou para Ibson, que pegou bem na bola e acertou a trave.

O jogo não mudou muito no segundo tempo. Aos 17, Obina quase marcou ao dar um carrinho dentro da área, que o goleiro Douglas salvou. Dez minutos depois, Emerson perdeu um gol feito. Com Zé Roberto e Josiel no lugar de Erick Flores e Obina, o time diminuiu o poder de fogo e não ameaçou mais o Fortaleza, irritando a torcida em Volta Redonda - com direito a vaias.

Flamengo 0 x 0 Fortaleza

FLAMENGO: Bruno; L. Moura, Aírton, Welinton, Juan; Willians, Kleberson, Ibson (Éverton), Erick Flores (Zé Roberto); Emerson e Obina (Josiel).

Técnico: Cuca.

FORTALEZA: Douglas; Danilo, Silvio, Edson, Guto; Júlio, Coutinho, Eusébio, Sidnei (M. Nicácio); Bambam (Wanderley) e Luiz Carlos (Bismarck).

Técnico: Mirandinha.

Local: Estádio Raulino de Oliveira, Volta Redonda.

Arbitragem: Wilton Sampaio, auxiliado por Roberto Braatz e João Antônio Neto, todos do Distrito Federal.

Cartões amarelos: Silvio, Danilo, Júlio e Eusébio.