Ecclestone planeja cortar prêmios em dinheiro na F-1, diz jornal

REUTERS

LONDRES, INGLATERRA - O líder máximo da Fórmula 1, Bernie Ecclestone, planeja cortar os prêmios em dinheiro dados às equipes da categoria se elas não assinarem um contrato se comprometendo a continuar correndo, informou o jornal Financial Times.

Elas (as equipes) querem ser pagas como se tivessem se comprometido a correr por cinco anos, mas elas não querem se comprometer afirmou Ecclestone. Não deveriam receber prêmios em dinheiro. Agora vamos fazer como um serviço de entrega. Você assina um contrato e te pagamos tudo.

O dinheiro economizado será usado para reduzir o preço pago pelos circuitos para receberem os Grandes Prêmios, informou a reportagem.

Os comentários de Ecclestone são mais um capítulo da disputa entre as equipes de Fórmula 1 e o dirigente.

As equipes não estavam imediatamente disponíveis para comentarem.