Quarto do mundo, Murray cai logo na estréia em Roma

Portal Terra

ROMA, ITÁLIA - Atual número quatro do mundo e detentor de três títulos na temporada, o escocês Andy Murray não conseguiu realizar uma boa apresentação nesta quarta-feira e acabou eliminado do Masters 1000 de Roma.

Em jogo válido pela segunda rodada do torneio disputado no saibro, Murray foi derrotado pelo argentino Juan Monaco, por 2 sets a 1, de virada, com parciais de 1/6, 6/3 e 7/5, em duas horas e 40 minutos de confronto.

Podendo roubar a terceira posição de Novak Djokovic na lista do ranking de entradas já nesta semana, Murray agora terá de adiar o objetivo para, pelo menos, o dia 11 de maio.

Como o sérvio defende o título em Roma, Murray ainda tem boas chances de avançar mais adiante caso o rival não repita o resultado, porém, uma boa campanha no Masters poderia deixá-lo perto até da segunda posição.

Após tomar a virada de Monaco, Murray, 21 anos, prova que ainda não se adaptou totalmente ao saibro, mesmo após ter sido semifinalista em Monte Carlo, em meados de abril.

Nesta quarta, o britânico adotou uma postura muito defensiva que só lhe rendeu frutos no primeiro set, em que seu rival tentou definir os pontos muito rapidamente, abusando dos erros.

Mais consciente, o tenista oriundo do qualifier dominou a segunda parcial e teve grandes chances de vencer fácil a terceira, em que abriu 4/2 antes de permitir a reação do rival.

Após virar o marcador para 5/4, porém, Murray limitou-se a dar slices e a chamar Monaco para a rede - mesmo sem ser um grande voleador, o argentino venceu 15 dos 27 pontos em que disputou nesse local da quadra.

No 11º game, o escocês ainda perdeu a concentração após ver marcado um foot fault (falta dos pés), cometendo uma dupla-falta e dois erros não-forçados que concederam a quebra decisiva.

Fazendo valer a preferência pelo saibro, Monaco segue em busca de recuperação no ranking. Após sofrer com problemas físicos que o deixaram na 58ª posição da ATP, o ex-top 20 busca vaga nas oitavas-de-final contra Marin Cilic, que aplicou 6/0, 5/7 e 6/2 no belga Christophe Rochus.

Em outro duelo do dia, o espanhol Tommy Robredo derrotou o alemão Philipp Kohlschreiber por 2 sets a 0, com parciais de 6/2 e 7/6 (7/3).

Agora, Robredo enfrentará nas oitavas-de-final o sérvio Novak Djokovic, que venceu na última terça-feira o espanhol Albert Montañés.