Fla negocia com Adriano evitando repetir o "caso Ronaldo"

JB Online

RIO - Dirigentes do Flamengo e o procurador do atacante Adriano se encontraram nesta quarta-feira, em São Paulo, para tratar do retorno do Imperador à Gávea. O jogador rescindiu seu contrato com a Inter de Milão na semana passada e está livre para jogar em outro clube.

Tive um primeiro contato com o Flamengo. O Adriano me pediu para ouvir o que o Flamengo tem a oferecer disse à agência Reuters o procurador do jogador, o ex-goleiro Gilmar Rinaldi. É um namoro que está começando, mas ainda não podemos apresentar os detalhes.

O presidente em exercício do Flamengo, Delair Dumbrosck, destacou que o jogador já manifestou publicamente a vontade de atuar no clube que o revelou e garante que não vai deixar acontecer o mesmo que Ronaldo, que passou um período treinando na Gávea, mas acabou se transferindo para o Corinthians.

Ele quer, está disposto e isso é importante para a gente. Vamos trabalhar nisso e não vamos deixar ele ir para o Corinthians, Santos ou Vasco afirmou Dumbrosck, acrescentando que a negociação vai evoluir na próxima semana, depois da decisão contra o Botafogo. Não vamos discutir contrato até segunda-feira. Vamos esperar o fim do estadual para não perder o foco.

Ao menos o caso de Ronaldo pode servir de exemplo para o projeto de contrato. Segundo Dumbrosck, o uma parceria nos moldes do Corinthians com o Fenômeno não está descartada.

Vamos conversar com o futuro patrocinador do Flamengo e com o futuro fornecedor de material esportivo. Acho que o Adriano fortalece a marca do Flamengo e pode nos ajudar no contrato com o patrocinador disse ele, acrescentando que o clube negocia com quatro empresas.

O presidente em exercício do Flamengo sugeriu que o clube tome alguns cuidados antes de um possível acerto com Adriano. Ele cogita a possibilidade de fazer um contrato de risco com o jogador, em razão do recente histórico de polêmicas e badalações.

Acho que é um risco que vale a pena, vide o Ronaldo. Podemos fazer um contrato amarrado que vai impor obrigações, compromissos, disposição e dedicação do atleta finalizou Dumbrosck.

Com Reuters