Com dores, Emerson, que marcou 2 gols contra, é poupado de treino

Fúlvio Melo, Jornal do Brasil

SAQUAREMA (RJ) - Mal chegou a Saquarema e o Botafogo já possui o primeiro problema. O zagueiro Emerson, aquele mesmo que marcou duas vezes contra o próprio gol, treinou em separado do resto da equipe. Com dores na coxa direita, o jogador foi poupado dos treinamentos, tanto da manhã quanto da tarde. O atleta também será preservado das entrevistas coletivas até o dia da final do Carioca, domingo. Mesmo com todos os indícios, o capitão garante que o jogador não sofreu nenhum abalo psicológico.

Emerson está tranquilo, acredito que o pior já passou. Ele não teve culpa no último domingo e vai nos ajudar na final frisou Juninho.

Sob sol forte, os jogadores iniciaram a preparação no estádio Eucyr Resende, de posse do Boavista, com um treino físico. Enquanto os companheiros se esforçavam no elástico de arranque, Emerson fazia um trabalho com o preparador físico. Nas cobranças de pênalti o jogador também ficou de fora.

Após almoçarem no CT da Confederação Brasileira de Vôlei, o grupo retornou ao acanhado estádio. Como no treino da manhã, a torcida não teve acesso ao local. Emerson também não participou dos treinos de cruzamento, realizados por todos, inclusive pelos companheiros de zaga Juninho e Leandro Guerreiro.

Único torcedor a furar o bloqueio, o ambulante Adriano Santos, que trabalha em dias de jogo no estádio, parece exemplificar o desejo dos torcedores. Segundo Adriano, que matou um bico de pedreiro para assistir o jogo e deixou a mulher flamenguista em casa cuidando dos três filhos, Emerson deve ser barrado.

O jogador não pode fazer dois gols contra seguidos. Tem de sair afirmou. No domingo vamos ganhar e minha mulher vai parar de me zoar de chororô.

Nesta quinta-feira, Ney Franco começa a decidir o substituto do meia Maicosuel. O treinador fechará a primeira hora do treino para a imprensa e comandará o primeiro tático. Como o julgamento de Thiaguinho, expulso na decisão da Taça Rio, só acontece na noite desta quinta, no TJD, Ney deve iniciar com Eduardo no meio-campo.

Esforço e solidariedade

Companheiro de quarto de Reinaldo, Juninho revelou a rotina enfrentada pelo atacante para poder atuar na final. Com uma entorse de gravidade média, oriunda da última partida, o jogador vem fazendo tratamento até 1h30 para poder atuar.

Ele vem colocando gelo e fazendo tratamento com o choquinho (eletrodos). Conversamos bastante durante a noite e eu disse: Vamos lá, Rei, você vai deixar a gente sozinho agora? brincou.

Principal desfalque da decisão devido a um estiramento muscular, Maicosuel deve se juntar à delegação na próxima sexta ao lado do presidente Maurício Assumpção. Segundo o capitão, o pedido foi feito pelo próprio Maicosuel e prontamente aceito pelos colegas.

É importante termos ele nessa hora ressaltou.