COI avaliará condições do Rio em cumprir dossiê, diz diretor

Portal Terra

RIO - Após a primeira sessão de apresentações para a Comissão de Avaliação do Comitê Olímpico Internacional (COI), o diretor de marketing do Comitê Rio 2016, Leonardo Gryner, disse que a intenção dos integrantes do COI é a de avaliar as condições dos poderes enolvidos na candidatura da cidade ao pleito para receber os Jogos em cumprir com o que promete no dossiê de candidatura.

Eles querem saber até que ponto o que está sendo apresentado no dossiê já foi aprovado e de que maneira vamos viabilizar pontuou o dirigente, na coletiva realizada na tarde desta quarta-feira.

A principal preocupação dos representantes do Comitê Rio 2016 presentes na primeira coletiva do programa, foi em endossar o que está esmiuçado no dossiê de candidatura. Ao ser questionada por um jornalista americano sobre o que pensa em relação ao tempo que os atletas irão levar da Vila Olímpica até algumas instalações mais distantes, como a Arena de Copacabana, que ficaria com as competições da modalidade em que foi prata em Atenas e Sydney, a ex-atleta Adriana Behar foi breve.

Haverá um plano de tráfego para viabilizar o transporte dos atletas. Em Atenas levávamos 50 minutos da Vila até a o local de competição e em Sydney este tempo chegava a uma hora e meia disse, após o término da coletiva.

Barcelona precisou fazer muito mais do que nós vamos precisar, assim como Atenas completou o diretor de esportes e ex-atleta Agberto Guimarães.

Questionado em relação a possibilidade de Chicago e Tóquio terem mais credibilidade por se tratrarem de países de primeiro mundo, Agberto foi categórico.

Quero acreditar que não, até porque, se fosse desta maneira, a China não teria conmseguido. É lógico que até 2016, a cidade e as instalações que existem irão sofrer melhorias e adpatações. Mas se os Jogos fossem hoje, pelo menos três já estariam prontas. O Maracanã, o Maracanãzinho e a Arena Multiuso destacou.