COI anuncia mais 7 casos de doping nos Jogos de Pequim

Karolos Grohmann, REUTERS

STUTTGART, ALEMANHA - O Comitê Olímpico Internacional (COI) descobriu mais sete casos positivos de doping ao submeter a novos exames amostras colhidas na Olimpíada de Pequim, disse a entidade na terça-feira.

Os casos envolvem seis atletas, todos com resultado positivo para o Cera (ativador contínuo do receptor de eritropoiese, na sigla em inglês), uma nova geração da substância proibida EPO.

- De 948 amostras que foram analisadas, sete resultaram em uma conclusão analítica adversa, envolvendo seis atletas - disse o COI em nota.

A nova rodada de exames, que começou em janeiro, envolveu principalmente provas de resistência do ciclismo, da natação e do atletismo, segundo o COI. Uma fonte da entidade disse que em todos os casos positivos se tratava da amostra A.

- Os atletas em questão agora podem solicitar para estar presentes na abertura das suas amostras B - disse a fonte, acrescentando que o COI não dará mais detalhes sobre os atletas em questão.

O COI armazena as amostras por oito anos, permitindo novos testes quando surgem métodos mais modernos de detecção de substâncias proibidas.

- O teste tirou vantagem da melhora da tecnologia para buscar evidências do uso proibido do Cera e da insulina - disse a entidade.