Treinos coletivos abrem temporada da Stock Car, nesta terça

JB Online

SÃO PAULO - A temporada 2009 da Copa Nextel Stock Car começa nesta terça e nesta quarta-feira. Após três meses e meio de paralisação, a principal categoria do automobilismo nacional volta a ter pilotos e equipes em atividade com a realização dos treinos coletivos. A partir das 8h30, na pista do Autódromo Internacional José Carlos Pace, em Interlagos, acontecem os treinos coletivos e a atração é o primeiro contato com o novo carro da Stock Car. A programação ainda prevê sessões da Copa Vicar, divisão de acesso da Stock Car, e da Stock Jr., divisão de formação.

Nesta segunda-feira, no período da tarde, os pilotos confirmados fizeram um shakedown (teste) com os carros para últimos ajustes. A primeira etapa da temporada 2009 serão 12 ao longo do ano será neste domingo, dia 29, também no Autódromo Internacional José Carlos Pace. A programação oficial terá início na sexta-feira, com os treinos livres oficiais.

A programação dos treinos coletivos prevê 12 sessões, sendo seis para cada carro da Copa Nextel Stock Car, justamente para proporcionar maior contato dos pilotos e equipes com o novo modelo. As demais divisões ficarão assim: Copa Vicar, quatro sessões, sendo duas por dia, e Stock Jr., dois treinos e ambos na quarta-feira.

Depois de muita expectativa, os pilotos da Copa Nextel Stock Car poderão acelerar seus carros, acabando com a ansiedade deste início de temporada. - É natural, pois todo mundo quer começar a trabalhar no melhor acerto do carro. Como é novo para todos, quem trabalhar mais rápido levará vantagem neste começo de temporada - explica Ricardo Maurício, da Eurofarma (Chevrolet), atual campeão da Copa Nextel.

O bicampeão Cacá Bueno, da Red Bull Racing (Peugeot), também não esconde a ansiedade e espera que sua experiência ajude.

- Espero que a minha experiência ajude, a intenção é essa. Todos andaram muito pouco e essa expertise pode fazer a diferença. Será inevitável acontecer problemas, mas a minha intenção agora, mais do que andar rápido, é prestar atenção aos detalhes e dicas que o carro dá para chegar ao melhor acerto mais rápido - declarou.

Para Átila, 21 anos, que faz sua segunda temporada, a expectativa é dupla, pois além de estrear o novo carro, estreia numa nova equipe.

- Minha sensação é de ansiedade. Pela novidade, por ninguém ter andado ainda e por ver o desempenho do carro. Quanto ao meu trabalho com a equipe, estou bem tranqüilo. Apesar de ser uma estreia também, já temos um bom relacionamento, desde o final do ano passado estamos trabalhando. A verdade é a seguinte: sei que não adianta sofrer por antecipação, só na hora de andar mesmo é que vamos ver. Mas estou ansioso - confessa Átila, que no ano passado terminou o campeonato na 8ª. posição.